segunda-feira, novembro 10, 2008

Em silêncio até ao dia 15...


8 comentários:

IC disse...

3za, o meu primeiro voto é que os 120 000 professores mantenham a sua força cumprindo o calendário de lutas que aprovaram em Lisboa, incluindo a greve (apesar de mexer nos bolsos), incluindo as manifestações distritais agendadas, e incluindo a mudança das moções pedindo a suspensão do modelo de avaliação para decisões, sem medo, de suspensão do mesmo pelos próprios professores.
Se era preciso provar que o descontentamento e a luta dos professores é independente de sindicatos (e de partidos), isso foi totalmente provado ao manifestarem-se mais 100 000 professores para além dos 20 000 inicialmente previstos pelas direcções sindicais, e até MLR o sabe, apesar do que diga em contrário. Assim, o meu segundo voto é que qualquer empreendimento de luta para além do que foi aprovado pelos 120 000 assente em dados de mobilização realistas e seja altamente expressivo.
Um beijinho, e que já estejas com a saúde em forma :)

3za disse...

Espero que esse voto se cumpra... tanta falta faz. Te direi como foi na minha, depois de uma participação em peso na manifestação de dia 8 (embora a moção apresentada por cerca de 80% dos professores até sexta, pelo menos, não tivesse tido qualquer resposta, mais de uma semana volvida sobre a sua entrega e com CP pelo meio sobre o qual não falo, pois não fui informada de viva voz oficialmente por quem de direito sobre o que lá aconteceu...)
E realmente que a mobilização seja expressiva. Não o faço por uma questão de independência ou não dos sindicatos (teria ido a 8, se estivesse bem) mas porque não pude ir e tenho mais esta oportunidade de estar presente, para além das restantes iniciativas. E porque, quer gostemos ou não, foi a primeira a ser agendada. Não a desaproveitarei. Poderá ser menos expressiva, o que é natural dadas as circunstâncias (realismo é preciso), mas sinto necessidade de estar presente depois de tudo o que tenho ouvido sobre a de dia 8. Assim outros possam.Sei de alguns que estiveram na de 8 e continuam a querer ir à de 15... Seria importante consegui-lo. Eu estarei lá. Quanto à saúde, gostaria que fosse mais rápida a cura... tenho de voltar ao trabalho mas ainda não estou recuperada a 100%... coisas de cansaço acumulado que dificulta a reacção do corpo... Nada de novo! Beijinhos.

henrique santos disse...

Melhoras rápidas e totais, 3za. E por favor não te cales. Deixa o silêncio para quem não tem nada para dizer.

Pipoca disse...

Professora teresa, tem uma pequena gralha no último comentário,COntinuarei, se der para corrigir corrija.Nunca vi a Professora estar sem escrever no blogue, quando vim aqui até me assustei, mas compriendo, a mãe também não tem tempo para vir ao computador.Acho muito bem a manifestação que foi feita, não sei se soube, mas a Ministra foi-se reunir no outro dia e não conseguiu sair do carro, porque os alunos da escola onde ela ia atiraram-lhe com ovos e ela chamou a polícia, mas os agentes só apreenderam as caixas dos ovos.Passamdo a parte seguinte.ja tenho coisas novas no meu blogue, e o da turma tambem:
www.cisnedourado.blogspot.com/
E
www.gtscratch.blogspot.com
BJS Cisnedourado

3za disse...

Obrigada Henrique! Não me calo. Tu sabes. Mas preciso de um bocadinho de silêncio porque gosto de escrever "mais verde" e neste momento estou com alguma dificuldade em fazê-lo... Continuarei depois a semear esperança... sem calar a revolta, claro, mas procurando não me atolar nela.

3za disse...

Minha Pipoca doce (:0)
Obrigada pela correcção... vocês estão a ficar como eu: não escapa nada!!!
Não fiques preocupada... tu sabes que eu estou bem, pois vês o meu sorrisinho todos os dias... sorrisinho que é só para vocês! (A tua mamã bem percebe o que digo... e tu, filhota de s'tora, melhor do que ninguém sabes das nossas correrias...) Estás a ver... em vez de escrever aqui... vou ao teu cantinho e ao da turma... A partir de 15 regresso, fica descansada! Beijinhos

Maria disse...

3za,
Os tempos de silêncio são cada vez mais raros! Esperemos é que os raros que o tempo nos permite falem mais alto do que os que nos fazem passar de outras formas que pouco ou nada crescentam à nossa vida profissional e só minam o nosso tempo de ser e de estar!
O meu eu anda ressentido comigo!
E continuaremos a acalentar esperanças... até quando?
M.G.

3za disse...

Até quando?
Gostava de saber quanto mais tempos os nossos eus vão resistir...
Para já ainda mantenho uma reservazita de optimismo... a nuvem de fumo vai-se desfazendo e as verdades emergindo... :)
Abraço!