sábado, agosto 29, 2009

Despedidas...

... com sabor a sal.

Dia perfeito no Meco...
Mar zangado, mar de espuma, mar gritando, mar inspirador, mar belo.

Oportunidade para testar (experiência muito pouco elaborada) as novas funcionalidades das composições em Animoto: agora é possível integrar vídeo (podendo nós seleccionar pequenos segmentos com um máximo de 10 segundos cada). Devia ter definido menos tempo para cada um, mas não seleccionei muitas fotos e queria que a composição usasse a música do princípio ao fim. Dispensei o texto. Um dia, com tempo e paciência, exploro com mais cuidado as possibilidades...

Ver AQUI a versão maior e em baixo a versão para o blogger.

(para quem consultar no Facebook a versão blogger só será acessível ligando a esta entrada)


CINCO [MIL] SENTIDOS

Workshop Criativo de Escrita e Desenho na Reitoria da UP
Orientado por Emílio Remelhe, organizado pela Reitoria da Universidade do Porto e Editora Civilização, Set/Out 2009


Informações e inscrições

AQUI
------------------------------


http://emilioremelhe1.weebly.com/


pictafectos & dictinfectos
http://emilioremelhe2.weebly.com

sexta-feira, agosto 28, 2009

Lisboa minha...

Fui ontem passear por um bocadinho dela para lhe recordar o cheiro e a luz de fim de tarde. Não me canso nunca das formas do berço que me recolheu gota num Outono distante. Acho que a canto sempre quando a escuto apenas em silêncio. Roubei-lhe as cores com o olhar pescador para a lembrar nos passeios de infância lá longe, mão dada com o Pai e com a Mãe. Nunca a sei toda. Nunca a conheço. É sempre um amor primeiro cada encontro agora breve fugaz nesse rio de tempo que nos afoga às vezes mais do que nos leva. Fechar a porta do dia a escutar Ana Sofia Varela e Pedro Moutinho na Mesa de Frades, para chorar com eles a saudade que me trouxe, a saudade que me faz, a saudade que sou. Trouxe-a comigo e fiz-lhe um poema de pôr-de-sol para doer menos a distância até ao próximo beijo.
Minha Lisboa, Lisboa minha...



(Aqui, versão maior...)

quarta-feira, agosto 26, 2009

Estatística(s)...

Às vezes, nas aulas, brinco um bocadinho com esta unidade para que os alunos percebam que as estatísticas podem ser úteis mas deixam escapar as faces das pessoas. Não captam de forma completamente rigorosa nem o sabor, nem o cheiro do individual. São essencialmente de natureza geral, apresentam frequentemente tendências globais. Podem ser usadas com honestidade e transparência, ou não. Podem até servir duas causas distintas consoante o exercício feito com os olhos e os números de que se alimentam. Podem ser mais ou menos fiáveis logo na origem. Estão sujeitas a diversas interpretações (que não podem dispensar o aprofundar do conhecimento sobre o real).

Em média, digo-lhes, eu e um aluno podemos comer meio bife por dia e um de nós ter sido sempre vegetariano. E conto-lhes de um homem que se afogou num lago que tinha, em média, 50 cm de profundidade.

Se vos apetecer outros olhares e exercícios sobre os números do sucesso, para além da versão (única) disponibilizada ao público via comunicação social, podem visitar o umbigo do Paulo...

Eu Acho Que Ela Merece Um Ramo De Flores, Dos Grandes…
Estatuto Do Aluno: A Grande Arma Contra O Insucesso
O Triunfo Dos EFA No Ensino Secundário
Porque Será?
Gestão Da Informação
Eureka!
Eureka! – Os Quadros Oficiais Do GIASE
Eureka! – Demonstrando A Manipulação
Os Segredos Da Quebra Do Insucesso No Ensino Secundário
Esta Até A Mim Surpreendeu

A Matemática, usada com os devidos cuidados, pode ser uma excelente solução para lavagens ópticas e óticas, simultaneamente...

Some other time...





Pedaços...

... de jardim.



segunda-feira, agosto 24, 2009

Leituras... e reflexões...

... com a Matemática no centro.


Deixei no muito mais e já havia deixado no FORMAT

Elementos de matemática… (livro) e… inteiros/decimais

Beijo roubado...

... será perdoado?

Mesmo que seja...

A praia...

... é onde o sol nos agarra, mesmo com o mar distante.

(Às vezes basta abrir uma janela.)


sábado, agosto 22, 2009

FORMAT... Formação contínua em Matemática

Pois...
Já a pensar no desafio que aí vem, e fazendo um intervalo da preparação da apresentação do trabalho da tese, criei um espaço para partilha, que pretendo seja tão alargado quanto possível (não se destina a incluir apenas os futuros formandos dos meus ou de outros grupos do PFCM, mas todos os professores de Matemática com vontade de pensar, planear, agir, avaliar, pensar...).

Todos os interessados nos caminhos de reflectir e melhorar as competências no ensino da Matemática têm porta aberta para a casa FORMAT. Basta inscreverem-se aqui:


A casinha ainda está muito vazia. Isto é apenas um esboço.
Se alguém se quiser ir arrumando nela (até para irmos testando algumas funcionalidades) estejam à vontade!

(Depois vou ter de pedir ajuda aos craques no ning para optimizar o uso da rede e queimar algumas etapas sem gastar muito tempo nem energia neuronial... A propósito, podem dizer-me como é possível criar/consultar estatísticas de utilização como acontece naturalmente no moodle? Terei de adicionar algo como o Google Analytics? Outra coisa? A função já existe e eu não a encontro? O que é que estou a fazer aqui em casa a trabalhar num Sábado de Sol em vez de estar na praia?... oops... esta pergunta não fazia parte do rol... :)



P.S. Um pedido para os mais experientes nestas coisas das teses: se eu vos solicitasse um conselho sobre a preparação da defesa da tese e sobre a apresentação do trabalho, nela incluída, o que me ofereciam de volta? :)

quinta-feira, agosto 20, 2009

Optimista e ingénua... (Fogos de Verão)

Recebi da escola esta mensagem:

Por reunir os requisitos exigidos para tal, informa-se que se encontra disponível no site da DGRHE informação relativa à candidatura à prova pública de acesso à carreira de professor titular( Decreto-Lei nº 104/2008 de 24 de Junho).

Não sei realmente se reúno os requisitos, pois já me soou algures pela 'net que nas letras pequeninas se diz que... sem ois, sem faa e sem avaliaçãozita... a coisa não tem pernas para andar... portanto...

Mas, em boa verdade, polémicas à parte (e tenho acompanhado a evolução das reflexões pela blogosfera), não considero isto coisa séria. Apenas mais um episódio triste na sequência de um erro de base que combati desde o início e continuarei a combater como posso: a divisão aleatória e injusta dos docentes em duas categorias, colocando uns a avaliar os outros sem qualquer critério.

Desta forma, é óbvio que passarei ao lado de mais esta tentativa de nos converterem. Não avancei em nenhum dos concursos, re-concursos e concursos para arrependidos de "somar pontinhos", não é agora que alinho no absurdo. E não dou conselhos a ninguém. Nunca o fiz. Cada um que espreite bem dentro da sua consciência e aja... em coerência com as suas ideias e posições.
Eu só sei o que (não) farei.

Em boa verdade, confesso, sempre disse lá na escola que um dia isto acabava, voltaríamos todos a ser professores, e encontraríamos uma forma justa de avaliação e de progressão que realmente premiasse o mérito (recebi muitas vezes de volta a resposta: nem penses, isto agora vai ficar assim para sempre, mais vale aceitar!).
Continuo a acreditar que vai acontecer. Talvez porque seja uma optimista ingénua. Talvez porque, no intervalo do trabalho, ainda dou uns saltos até à praia e apanho sol a mais na cabeça (detesto chapéus).
Talvez porque a silly season seja propícia a crenças com aromas saborosos, a uma fé no melhor que ainda existe neste país e que nos levará a corrigir os erros graves que foram cometidos nesta legislatura.

Confio na democracia e na seriedade das pessoas sérias (ainda devem existir muitas).
Todos já percebemos que isto não faz qualquer sentido, nasceu muito torto e causou muitos danos. Insistir no erro acabaria com a minha crença na justiça e na inteligência colectivas. Acabaria com a minha noção (meio infantil, sei) de esperança. Minaria a minha confiança na lógica das coisas.

Não consigo sequer imaginar que isso possa acontecer.
Daqui a uns meses, muitas destas coisas não passarão de sonhos maus que feriram de morte a Escola e a Educação, roubaram de forma vil tempo precioso que devia ter sido destinado aos alunos, afastaram do sistema muitos excelentes profissionais.
Teremos de reunir todas as forças para combater mais estes fogos de Verão e reconstruir sobre as cinzas, lá para o Outono e Inverno, a bem das crianças que servimos e que nunca foram uma prioridade na esmagadora maioria das decisões tomadas.

terça-feira, agosto 18, 2009

segunda-feira, agosto 17, 2009

Formação Contínua em Matemática - um novo desafio

Agora sim, é definitivo e já posso partilhar.
Foi autorizada a minha mobilidade para integrar, como formadora, a equipa do Programa de Formação Contínua de Matemática.

Logo Programa de Formação Contínua em Matemática

O convite veio da Escola Superior de Educação de Setúbal, pela voz da Ana Boavida que eu não conhecia. Sei de onde partiram algumas das referências que a fizeram chegar até mim, pois vem de longa data a participação em iniciativas da ESE Set e as partilhas e trocas constantes que tanto nos têm enriquecido.
Não, não deixo de ter contacto com alunos. Vou ter uma turma na minha escola e acompanharei várias turmas e muitos outros meninos de outras escolas em contexto de sala de aula, onde serei parceira dos seus professores (de primeiro e segundo ciclo).
Mais um desafio, pois.
Hesitei. Há muitos anos que hesito quando surgem convites desta natureza. Até hoje a resposta foi sendo negativa e lá continuei por mais de 20 anos a recolher a experiência no terreno, que é onde gosto mais de estar. Sempre a velha sensação de que não sei o suficiente para me colocar na posição formal de ajudar alguém a descobrir outros caminhos.
Mas, segundo percebi, esta formação é muito mais uma parceria do que uma coisa de hierarquias. Não se "assistem" a aulas, participa-se no acto educativo em muitos contextos diferentes. Estarei muitas vezes com outras crianças e poderei, espero, ajudar a introduzir nos seus recantos algumas ferramentas e ideias que enriqueçam os ambientes de aprendizagem.
Apesar de tudo, já cresci alguma coisa desde o primeiro convite que me foi feito para integrar a ESE, quando tinha cerca de 26 ou 27 anos... (pouco tempo depois de me ter efectivado na Luísa Todi e ter coordenado o projecto Minerva).

Acima de tudo, desta vez aceitei por sentir que vai ser muito mais o que vou aprender com os outros (grupo de formadores, formandos e suas crianças) do que aquilo que irei "ensinar".
Desculpem esta visão algo egoísta, mas para mim os desafios têm de conter em si sementes de aprendizagem e progresso. Foi o que me empurrou para o sim que dei em Julho.
Acho que chegou a altura de novas aventuras (logo eu tão pacata e caseira... a ter de viajar pelas escolas das redondezas...)

Um novo ano, um novo desafio.
Pelo meio a preparação da defesa da tese.
(Como se percebe, já regressei ao trabalho em casa... e larguei a praia que, a partir de hoje, será visitada com menos regularidade.)

A vida e os seus ciclos...

domingo, agosto 16, 2009

Pecados de fim de tarde...

na Praia do Moinho de Baixo - Meco - Bar do Peixe

Fotos feitas com o meu Samsung Omnia - continuo as experiências e estou rendida à qualidade e versatilidade da câmara integrada no telemóvel (experimentei macro pela primeira vez - não há opção, apenas aproximamos o telemóvel do objecto - e surpreendi-me com o resultado)...

A ver se mostro esta entrada aos donos do Bar e à TMN... quem sabe uma comissãozita (pela publicidade) para ajudar às férias (a gula é um pecado caro... :o)







quinta-feira, agosto 13, 2009

Chegar a casa...

... depois de um dia inteiro na praia
e ter à minha espera no jardim
isto...


(Um privilégio, sim.)






terça-feira, agosto 11, 2009

Já arranjei muito bem, tudo quanto convém...

... prá praia levar!

(A tradição já não é o que era... :)




sexta-feira, agosto 07, 2009

Alternativa de eclipse?

Acho que...


www.vladstudio.com

International Year of Astronomy 2009 no Second Life

2009 - Ano Internacional da Astronomia

Descobri por acaso e explorei durante alguns minutos o espaço construído no Second Life (muito ficou por explorar).
Vale a pena visitar.


http://secondastronomy.org/
http://astronomy2009.org/
(SLurl: http://slurl.com/secondlife/astronomy%202009/130/215/30/ )













quinta-feira, agosto 06, 2009

TEDxEdges in Second Life

Informação recolhida no Facebook - via Hugo Almeida (convite) - http://hugoalmeida.folha.eu/ e via CCV

Anfitrião:
Comunidade Cultural Virtual
Tipo:
Educação - Seminário
Rede: Global
Data: Sexta-feira, 18 de Setembro de 2009
Hora: 9:00 - 18:00
Local: Second Life
Telefone: 351962706631
E-mail:
accvirtual@gmail.com

Descrição:
A CCV tem o prazer de informar que estabeleceu uma parceria com a TEDxEdges (http://tedxedges.com ). Esta parceria vai possibilitar entre outras actividades a transmissão da conferência que será realizada em Lisboa no dia 18 de Setembro para a plataforma Second Life. Para quem não conhece a TED e para ficar com uma ideia do que vai acontecer em Lisboa sugerimos que visite o site: www.TED.com , http://tedxedges.com e http://blog.tedxedges.com . Futuramente iremos dar mais informações sobre o evento à medida que as mesmas se justifiquem. Desde já estamos à vossa disposição para qualquer questão relacionada com o CCV ou com esta parceria. Obrigado pelo vosso apoio.
Cumprimentos
Rui Lourenço

Azeitão... "mobile experiences"

Experiências com a câmara fotográfica do telemóvel (que já tenho há um ano, mas nunca explorei muito). 5 Mega pixel e estabilizador, com opções de edição e outros efeitos. Aqui, a única coisa que fiz foi escolher a máxima dimensão (2560x1920) e, antes de fotografar, optar pelo efeito sépia.
Não retoquei nenhuma das fotos (apenas reduzi a dimensão para publicar).

É uma excelente solução quando a máquina fotográfica fica em casa... e aparece um OVNI, ou um ET à nossa frente...

Neste caso, optei apenas por captar alguns recantos de Azeitão, enquanto estava numa das suas lojas em busca de móveis rústicos (as remodelações em casa continuam a bom ritmo).

(Agora vou continuar a arrumar livros...)




quarta-feira, agosto 05, 2009

segunda-feira, agosto 03, 2009

domingo, agosto 02, 2009

Madeira viva (entrevista ao criador)


fotoÉ o meu mano querido, veterinário de profissão e artista desde que o conheço... (já falei muitas vezes dele).

No blogue www.madeiraviva.blogspot.com oferece-nos fotos do seu trabalho especial.

Soube hoje que foi entrevistado para o Jornal Nova Guarda e não podia deixar de partilhar na teia as palavras do criador falando do seu trabalho.(AQUI)

Momento raro, já que o universo do Paulo se constrói na intimidade e não é destinado ao mundo. Mas o mundo gosta desse seu universo e quer espreitar... Está aqui uma boa oportunidade de o escutar e compreender a razão das suas escolhas...

Parabéns, mano!