quinta-feira, outubro 09, 2008

Um poema sem tempo

Um poema sem tempo tem menos palavras do que um poema com tempo.

Num poema sem tempo o coração bate mais depressa do que num poema com tempo.

Este poema sem tempo repete mais palavras do que um poema com tempo.

O poema que eu queria escrever era um poema com tempo, mas só sobra tempo para um poema sem tempo.

Um poema sem tempo esconde-se sempre na sombra de um poema com tempo.

Onde um poema sem tempo sufoca, um poema com tempo pode respirar.

O poema com tempo reproduz-se, o poema sem tempo morre(-se)

Árvore é um poema com tempo, flor é um poema sem tempo.

(cada um no seu tempo, ambos sempre a tempo de voar)


5 comentários:

Luis disse...

"O tempo perguntou ao tempo, quanto tempo o tempo tem"
As Tucanas, musica muito gira de um grupo de 5 mulheres portuguesas
Lengalenga
http://www.youtube.com/watch?v=-7okj5X5LlY

IC disse...

A poesia é o que nos vai ajudando, com tempo ou sem tempo...
:)

3za disse...

:)

Marina disse...

Ja tinha visto no outro dia, hoje vim ler com mais atenção.
Só queria dizer que esta mesmo muito bonito!

Que sem poesia, o nosso tempo não faz sentido nenhum.

Ate breve!

3za disse...

:) Obrigada

E, sim, nenhum sentido sem ela...
Abraço