segunda-feira, outubro 06, 2008

Acordamos?


Enquanto estou aqui afogada a trabalhar há horas seguidas, vou recebendo mensagens:

- da escola: com listas infindáveis de docs...
(!!!!!! a mais pura das realidades... Há pouco tempo - semana passada - recebi lista idêntica... não tão extensa, mas quase...)



- de uma aluna: Professora! Vá ver o blog! (Lá reformularam o cabeçalho...)

Como o tempo é o que é e estou deveras decidida a estabelecer prioridades com sentido...

é claro que apenas interrompi o trabalho para ver o blogue e responder à aluna (e vir aqui pendurar ao sol os disparates). Que sim, que alguns documentos até nem são para mim... que é EFA, que é Módulos, que é Especial... sim... mas se já me tinham enviado Objectivos e tal e Planos de Aula e afins e Indicadores e Taxas disto e daquilo... porquê a tortura outra vez? Reformulações? Acrescentos? Pressão neuronial para não nos esquecermos dos mais importantes deveres do estatuto (preencher papéis)?

Em síntese...

Ler os textos e grelhas e indicadores e etc e tal? Quem sabe um dia... Quem sabe não troco por outra leitura mais edificante e útil... tenho aqui bons livros na prateleira, com os quais aprendo imenso como ser melhor professora para os meus alunos... Quem sabe em vez de ler... descanso... que também tenho direito... (Tirando a manhã e parte da tarde de sábado, o resto do tempo foi na labuta intensa do costume...)

Isto começa ter contornos de absurdo pesadelo.

Acordamos?

ADENDA (Estou irritada, o que querem? Tinha de dizer mais umas coisinhas depois de imprimir dezenas de folhas de estéril papel às minhas custas e às da Terra...)

Os Alunos agradeciam, e o Planeta também, que acordássemos todos... São de dimensão escandalosa as muitas horas roubadas a quem merece toda a nossa atenção e são muitas, mas mesmo muitas, as toneladas de papel que pesarão na consciência (des)ecológica do ME e das Escolas, sem falar do acréscimo orçamental por conta das resmas. Claro que quando se falar na despesa da educação ou do insucesso real provocado por tamanho desconcerto... tudo será esquecido e atirado para baixo do tapete... Ninguém se lembrará de quem esteve nos gabinetes... e que, por estranho que pareça, só é avaliado com o voto de outrém (que aborrecimentozito já não poder governar durante uns anitos até ao esquecimento na memória do povo) e nunca vê a progressão na carreira em risco, ou penalizada, por nenhum dos disparates e erros do passado...

4 comentários:

Herr Macintosh disse...

Compreendo-te ferpeitamente (como dizia o Óblix na sua inesquecível viagem pela Helvética). Hoje tive uma reuniãozinha de duas horas e meia (coisa pouca, tá bom de ver) que continua na próxima quarta porque hoje não deu para analisar a papelada toda (e já tínhamos começado antes).
Diga-se, em abono da verdade, que já não tenho pachorra para tanto disparate em grelhas e grelhinhas e indicadores e o raio. Reconheço que gosto de uns bons grelhados acompanhados de uma saladinha, mas isto é disparate a mais e muita gente anda, com certeza, a tomar drogas psicotrópicas da pesada (única explicação lógica para este emaranhado de incongruências).
Com sorte, um dia acordaremos e, finalmente, será possível ver o monstro que se construiu. Só espero que isso seja em breve porque, por agora, a realidade é parecida com aqueles filmes de terror onde as pessoas são apanhadas num qualquer motel perdido nos confins da América profunda habitado por um demente sanguinário.

andreia disse...

Também não entendo como parece que ninguém acorda. E, como tenho mais uma reunião marcada para analisar fichas e grelhas, já preparei algum trabalho para ir fazendo no decorrer da dita, que o tempo é o bem mais escasso. Como me parece que não consigo acordar ninguém à minha volta, preparo-me para tomar decisões fundamentando-as durante ou no final do pesadelo.
Abraço solidário

Fátima Campilho disse...

Hoje vim agradecer aqui suas orientações. Fiz um passeio mais demorado e cuidadoso, inclusive nos outros blogs.
Também tenho, como você, mais o que fazer do que ficar preenchendo papéis. Muita pressão, principalmente agora que o partido da prefeitura atual perdeu as eleições!Querem mostras resultados, com o processo, quem se importa? Elementar, não é mesmo.
Abraços.

3za disse...

Já se vê... cá, como lá, do outro lado do Atlântico, os disparates, tal como a língua, são gémeos... Ironias... Abraço a todos