quinta-feira, maio 01, 2008

Piruetas de Avó

Eu andava aqui a receber umas palavras muito muito ternurentas e carinhosas (assim tipo algodão doce de que tanto gosto... fofo e cor-de-rosa derretendo-se na boca... que saudade!) de uma Avó chamada Carmo e, ao que parece, com muitos mais nomes.

Escolheu este para começar um novo recanto na blogosfera:

Avó Pirueta
http://avopirueta.blogspot.com/

A visitar!
(e já um fio de seda ali ao lado até ela...)

Bem-vinda!

4 comentários:

Carmo Cruz disse...

Teresa, manda-me também a conta da publicidade. Não te pagarei com dinheiro porque na terra onde nasci ainda hoje se diz que "quem inventou o dinheiro está a arder no Inferno". Mas pagar-te-ei com Amor. Com Carinho. Com Ternura. Com Paciência. Com o meu Tempo quando precisares dele. Com a minha Alegria. Com o meu Entusiasmo.Com a minha Idade. Com a minha Fé. Isto tudo é teu. Usa-o em profusão, porque é partilhando que se aumenta e é semeando que se colhe. Um beijo da Carmo

3za disse...

Ai Pirueta! Não ofereças tanto que eu ainda aceito e dou-te conta do sossego com as minhas listas aqui em acumulação! Brinco... chega-me essa ternura sem limites... :)
Beijinho

Daniela disse...

Eu fui visitar, e gostei! Brigada pela partilha, e uma boa noite!

3za disse...

:) Beijinho grande!