domingo, maio 18, 2008

Missão de amor...

Aqui na casinha do lado, os Pais do Cara-metade recolheram dois gatinhos (ou gatinhas) do "lixo". Alguém os abandonou perto do contentor com tamanho ínfimo, acabados de nascer. Um alguém a quem dificilmente se poderá chamar pessoa ou gente. Um não sobreviveu. O outro (outra?) é tratado carinhosamente e agarra-se à vida como se agarra ao biberon. Talvez quase a fazer um mês...
O mais certo é vir a precisar de um amigo que o queira adoptar...
Lá mais para a frente, quando estiver de maior tamanho e soubermos se é menino ou menina, volto a lembrar...






3 comentários:

Carmo Cruz disse...

Teresa do Lindo Nome, aí estás tu toda inteira! Rezo uma curta e comovida oração por ti. E lembro-me da minha filha Joana. A ternura começa a inundar a minha manhã e são apenas 6h36. Ai como viver é bom! Obrigada, Senhor, Pelas Teresas, Joanas, Rauis, Carlos, Ruis e todos os que me/nos são queridos. Tocai-os com a Vossa Sabedoria e fazei com que eles saibam o que é importante. Agora, o importante, é mesmo achar um futuro para o/a abandonado(a)...
Tem uma boa semana, cheia de realizações, Teresa. Bjinho da Carmo

3za disse...

Obrigada, Carmo, pela tua expressiva oração de ternura.... Fazem-nos falta, sabem-nos sempre bem as tuas palavras... Beijinho doce

Anónimo disse...

São lindos ! uma história simples e breve de um gato.... uma partilha!
Tive um que a minha mulher trouxe do lixo , durou dez anos ,um dia , após muitos ratamentos telefonaram da clínica, tinha de ser abatido, e ela foi levá-lo , estava sofrer muito ... Foi Difícil....
Um dia e não passado muito tempo , estava um para ser triturado num radiador e , eu a debater-me no restaurante, enquanto um magote se ria à volta de uma carrinha, eu comendo ou mal comendo, levo não levo , estava só , não podia decidir sozinho, o primeiro tinha causado desgosto em casa, mas trouxe-o, depois de ainda se rirem e dizerem-me que ia ser triturado,... Apanhei-o como pude , arranhou-me bastante , e na clínica , nem lhe pudeream dar todas as vacinas, cuidei dele sozinho , uma semana , depois apresentei-o à família ... chama-se Caetano, é pretão e tem uns olhos verdíssimos , vem-nos receber à porta sempre...