quinta-feira, maio 22, 2008

Mimos (para ajudar a animar)...

Precisava de um teclado (o meu já quase só trabalhava com martelo e fazia um barulho ensurdecedor). Precisava de um disco externo de 500 GB para ir fazendo backup do material do mestrado (com os vídeos a coisa pesa...). Pronto. Pretexto para uma muito curta viagem à FNAC mais próxima, bem cedo de manhã.

Extras que acrescentei ao passear-me por lá (mimos, pois...):


A primeira tradução em Língua portuguesa de Portugal (Dez 2007):
Publicado em 1934, Pensamento e Linguagem foi o último livro de Vygotsky. Momento culminante da sua obra, é nele que Vygotsky analisa, de modo original, as relações entre pensamento e linguagem, uma das questões mais candentes da psicologia.Pensamento e Linguagem compõe-se de vários capítulos, alguns retomando temas já antes abordados pelo autor. O primeiro, Problema e Método de Investigação, foi, tal como o último, ditado pouco antes da sua morte. O segundo capítulo, O Problema da Linguagem e do Pensamento na Teoria de Piaget, teve uma resposta do próprio Piaget, incluída nesta edição. (AQUI)
.

The book is a guide to personal development in the context of the teaching profession. To be able to negotiate in such a fast-changing world, people need to be creative, able to respond flexibly to new situations and find innovative solutions to difficult problems. Similarly, if teachers are to prepare society for these challenges, they will need to be up to the challenges themselves; they will need to be model learners and able to adapt to change in order to stimulate learning in others. In short, a new professionalism is emerging. It is a professionalism that requires more active involvement by individuals in their own development and the development of the teaching profession. The fascinating handbook shows teachers how they can become personally and professionally empowered in order to empower others. By adopting a practical rather than a theoretical approach, Jacquie Turnbull includes reflective exercises and case studies to make it easy for teachers to relate to their own situation. The inspirational message of the book will encourage teachers to look beyond the classroom and develop the skills and attitudes to be leaders of learning in the wider community.
Well-written and accessible, this book should prove essential reading for ambitious teachers everywhere.
(AQUI)

e...

... não resisti ao diário secreto Princesas... (pior que as miúdas, sei, mas o que querem? Nem só de trabalho vive uma mulher!)

Na entrada pode ler-se: as palavras são imagens perdidas... Que palavras guardarei aqui? Vou pensar no assunto...

12 comentários:

Herr Macintosh disse...

Com que então às compras!
E agora os pensamentos de MLR se ela lê-se o resumo do livro da Jacquie Turnbull:
To be able to negotiate in such a fast-changing world, people need to be creative, able to respond flexibly to new situations and find innovative solutions to difficult problems.
[MLR]Muito interessante, sim senhora! Ora vamos lá ver como é que os zecos se descalçam criativamente quando eu juntar o 1º e o 2º ciclos e passar tudo prá monodocência. Já os estou a ver a juntarem-se aos outros milhares de licenciados a tentarem arranjar um empregozeco de caixa no supermercado (que avanço para o País podermos dizer que estamos tão avançados que até os empregados de supermercado são licenciados!). E já agora mais uma resma de papelada! E muita legislação em estilo metralhadora! Eh, pá! Estou mesmo no caminho certo.

Similarly, if teachers are to prepare society for these challenges, they will need to be up to the challenges themselves; they will need to be model learners and able to adapt to change in order to stimulate learning in others.
[MLR]Mau! Isto até estava a ir bem! Mas que coisa é esta de estimular a aprendizagem nos outros? O que é que as aprendizagens vêm fazer para aqui? Os professores devem é preencher muita papelada e fazer muitas reuniões e muitas outras coisas, como reuniões e preencher papelada e animar os putos... sei lá!

The fascinating handbook shows teachers how they can become personally and professionally empowered in order to empower others.
[MLPR]Os professores tornarem-se poderosos? Os zecos? Pronto! Já não leio o livro! De qualquer maneira não estava em inglês técnico!

:-)

3za disse...

eh eh eh Só tu para me fazeres rir. Continuas em boa forma! Há coisas que nunca mudam...
Sabendo eu, e quem te conhece bem, que tu só não fazes o que não podes na e pela escolinha... sorte dos sucessivos Ministérios em ter profs empenhados e eficazes em defender a Escola... exactamente dos desvarios dos... Ministérios... mistérios!

Herr Macintosh disse...

Tenho um livro aberto desde ontem à tarde à minha espera para ler umas coisitas sobre informação & conhecimento (para além de outros que estão começados) mas o meu computador grande hoje precisou de atenção (fazer backups de muitos gigas enquanto aproveito para organizar a trabalha) e eu não resisti. Pode-se, por isso, dizer que tenho algum tempo nas mãos (para além do relógio que está no braço) e o ócio (?) dá para estas coisas (tive uma professora de História - uma mulher espectacular - que dizia que quando o corpo pede trabalho devemos descansar porque não devemos fazer sempre as vontades ao corpo; mas quando o corpo pede descanso devemos descansar porque, de vez em quando, lá devemos fazer as vontades ao corpo).
Quanto ao fazer tudo na e pela escola, esta equipa do ME conseguiu fazer-me mudar de ideias... Agora faz-se o essencial (talvez um essencial plus, mas o estritamente essencial - menos nas aulas, que os alunos não têm culpa).

Herr Macintosh disse...

Ups! Eh, pá, no primeiro comentário devia estar a dormir na forma! Então não é que escrevi "lê-se" em vez de lesse? Prontos! Já não escrevo mais nada hoje!

3za disse...

Pois...... mas achei normal... para um prof com surmenage intelectual eh eh eh

Teresa Lopes disse...

Gostei da vossa conversa! (eheh)
Que crâneos!

beijinhos

IC disse...

Também me ri com os comentários do Herr - e bem preciso porque ando quase deprimida com a MLR (e não tenho que a aturar!). A propósito: o Herr apagou o blogue, já vi há um tempo.:( Quando recomeça?

3za, acho que vou procurar o primeiro livro que referes. Não sei para quê, se estou aposentada, mas, além de gostar do Vygotsky, isso de ter uma resposta de Piaget... Não resisto!
(É que eu acho - o meu orientador do mestrado também achava - que Piaget foi o maior génio do sec. passado. A obra dele é imensa. Uma vez, em Genève (eu ia lá porque uma filha morava lá) encontrei e trouxe preciosidades dele do Instituto.)
É um tanto tonto ler estas coisas agora, mas vou mesmo comprar! Obrigada, 3za. :)

3za disse...

Não é nada tonto.... vejo-me a fazer exactamente o mesmo um dia... chama-se sede e nunca desaparece! eh eh eh Beijinhos

Herr Macintosh disse...

ic,

o meu site mudou de endereço e agora passou a ser edigital.homedns.org (por razões que a razão desconhece...). Mas o blogue está parado há já algum tempo, o site não tem sido actualizado e vou encerrar o servidor no fim de Junho. As razões são complexas mas têm sobretudo a ver com uma enorme desilusão com toda esta parafernália de disparates, dislates e absurdos do ME (e não só).

IC disse...

herr
ah! Já reencontrei :)
Final de Junho? Sugiro adiamento para final de Agosto, pois tenho cá uma convicção que MLR vai cair no Verão - tenho ouvido umas vozes a dizerem isso. Se for verdade, sempre será uma esperança de que se inicie caminho para revisões de legislação - esperança pequenina, mas esperança...

EMD disse...

Ai que prazer
não ler por dever!
Ter um livro para ler
e tempo para o fazer.

Adaptação livre de «Liberdade»
de F. Pessoa Ortónimo

Herr Macintosh disse...

emd, boa bola!

Isabel, não sei se a senhora sai no Verão mas de pouco adiantará pois a destruição do sistema (e do bom ambiente nas escolas) já foi executada primorosamente, assim estilo tenaz, num movimento militar muito bem orquestrado (o que deverá ter sido a única coisa bem feita deste trio maravilha).