domingo, maio 18, 2008

Desenhando estrelas...

...ou

asteriscando o céu ?

3 comentários:

bell disse...

Fazendo poesia!

3za disse...

:) pois....

Luis disse...

Bonito o teu poema! |:)
envio um pequeno excerto de Sermão do Pde António Vieira , que também ia gostar muito do teu poema.

"O mais antigo pregador, que houve no mundo, foi o céu...
E quais são estes sermões, e estas palavras do Céu? As palavras são as estrelas: os sermões são a composição, a ordem, a harmonia, e o curso delas. Vede, como diz o estilo de pregar do Céu, com o estilo, que Cristo ensinou na terra? Um, e outro é semear: a terra semeada de trigo: o Céu semeado de estrelas.
...
Aprendamos do Céu o estilo da disposição, e também o das palavras. Como hão de ser as palavras? Como as estrelas. As estrelas são muito distintas e muito claras. Assi há de ser o estilo da pregação, muito distinto, e muito claro. E nem por isso temeis que pareça o estilo baixo: as estrelas são muito distintas, e muito claras, e altíssimas. O estilo pode ser muito claro, e muito alto: tão claro, que o entendam os que não sabem; e tão alto, que tenham muito que entender nele os que sabem.
O rústico acha documentos nas estrelas para a sua lavoura, e o mareante para a sua navegação, e o matemático para as suas observações, e para os seus juízos. De maneira, que o rústico, e o mareante, que não sabem ler, nem escrever, entendem as estrelas; e o matemático, que tem lido quantos escreveram, não alcança a entender quanto nelas há."
sermão da sexagésima