quinta-feira, maio 22, 2008

...para afastar esses blues de pacotilha

Track 13 - Sergio Godinho

Correio Azul
Sérgio Godinho

Manda-me uma carta em correio azul
p´ra afastar essas cinco nuvens negras
relembra-me as regras
do saber viver
repõe-me o sentido nos sentidos
olfactos
ouvidos
à vista
de tactos
o teu paladar

Manda-me uma carta em correio azul
p´ra afastar esses blues de pacotilha
renega e perfilha
repectivamente
a torpe indiferença
e o amor ardente
amor tão ardente
que dos erros meus
má fortuna se ausente

Erros meus, má fortuna, amor ardente
qual em nós mais frequente
qual em nós mais frequente
amor ardente
cada vez mais frequente

Manda-me uma carta em correio azul
que me deixe a face ruborizada
promete-me a noite fatigada
de termos aberto o nosso nexo
ao nexo
da vida
porção destemida
da nossa emoção

Erros meus, má fortuna, amor ardente
qual em nós mais frequente
qual em nós mais frequente
amor ardente
cada vez mais frequente

Manda-me uma carta em correio azul
p´ra eu guardar no castanho dos armários
no meio de testemunhos vários
escritos por letras tão distantes
murmúrios amantes
que a vida me oferece
só por muito amar

Erros meus, má fortuna, amor ardente
qual em nós mais frequente
qual em nós mais frequente
amor ardente
cada vez mais frequente

4 comentários:

EMD disse...

Magia de fada: transformar amrguras em cantos, em sorrisos.
Bom feriado (?)
8-)

3za disse...

:) pois... e já tomei uma ou outra decisão... até tudo isto da prova estar resolvido não volto a ir à escola para os encontros de terça à tarde do plano de acção de matemática... são horas da componente não lectiva... estragam a tarde toda... e assim arrecado mais um tempito sem prejudicar alunos... e verei onde poderei cortar mais... (é que eu transformei horas do projecto dos portáteis em horas de actividade directa com alunos e nessas não quero mexer... já chega levarem-mas por causa da reunião de segunda que coincide com o meu delicioso tempo scratch time tão facultativo e sempre tão cheiinho de meninos). Temos de nos defender como podemos... Beijinho

JMA disse...

temos.

Anónimo disse...

Sinceramente só conhecia a carta do Sérgio Godinho , a do papel perfumado e é essa que ainda dou a ouvir, agora tenho duas e é uma maravilha , e com um cheirinho dos versos de Camões , na mouche 3Za... Ganhei ... Ah !!!