segunda-feira, outubro 29, 2007

Profunda indignação

No meio da vergonha, da raiva, por partilhar o género humano com certas pessoas (este é mais um exemplo), continuo sem perceber como foi possível ninguém ter retirado o animal da exposição. Um gesto aparentemente tão simples. Que seres humanos conseguem assistir impávidos a tanta crueldade?
Quero crer que nunca teria sido possível avançar com tal afronta e indignidade em Portugal. Sei que nem todos partilham esta minha comunhão com os animais, sobretudo os mais desprotegidos (já conto três em casa), mas não olhem para o lado, por favor. Dói muito. Dói-me muito ver as imagens. Como me dói ver muitas outras. Sim, não podemos salvar o mundo todo. Mas evitar a dor não é solução. Fingir que este mundo é cor-de-rosa também não é resposta.

Partilho. E já assinei a petição.
http://www.petitiononline.com/13031953/petition.html


Cão morre de fome em exposição

Artista da Costa Rica alvo de contestação mundial Um artista da Costa Rica pôs um cão vadio em exposição na Nicarágua e deixou-o morrer à fome e à sede. Disse que estava a pôr à prova a hipocrisia das pessoas, mas está a ser alvo de forte contestação.

Luís Costa RibasJornalista

2 comentários:

Margarida disse...

Indignação, dizes bem. Ainda nos resta ter esse direito.
Eu gosto de animais. Penso que as pessoas que não gostam, pelo menos, não lhes PODEM fazer mal.

Fico-me por aqui.
Abraço.

Teresa Lopes disse...

Eu também assinei. Indignada com tanta estupidez humana.
Bjs