segunda-feira, dezembro 10, 2007

Das 8... às 8...

Começam a ser vulgares estes dias...
Às 8 a caminho da escola... manhã de aulas, de horas daquelas, depois almoço, mais aulas, mais apoio, a correr lançar umas notas, fazer mais uns relatórios a pensar já nas avaliações, casa a correr, regressar à escola às 18 e saber que antes das 20 não estamos em casa.
Muitas das razões em separado até são meritórias... nesta turma, onde existe autismo, tivemos e teremos reuniões especiais dedicadas à criança em causa. Nesta turma como temos diabetes, teremos hoje uma reunião que é uma formação com o centro de saúde... porque precisamos de saber mais para intervir em situação de emergência... tudo necessário, tudo essencial... mas há mais turmas, mais essenciais espalhados por todo o lado. A Directora de Turma desta turma, que tanto exige dela e de nós, tem mais... 8 turmas! Como é possível? O tempo dos professores não está agora concebido para isto de dedicar o coração à essência e cada extra paga-se duramente, porque, nunca é demais repetir, dizem que por semana temos direito a dois tempos de 45 minutos para reunir (são sempre mais os gastos) e pouco mais de meia dúzia de tempos destes para todo o resto de preparação, estudo, testes, materiais, reflexão. Não dá. Não chega. É absolutamente impossível. E as soluções são: fazer menos, protegermo-nos (e diminuir a qualidade do trabalho que poderia ser feito - sei de tantos a fazê-lo!), ou a exaustão, os fins-de-semana, as desoras noite fora, manhã cedo.

Eu não queria estar sempre a falar do mesmo... mas sabendo a época que se avizinha de quilogramas de papel cobrindo todo e qualquer procedimento, todo e qualquer pensamento, toda e qualquer intenção... o que querem?

Até amanhã...

vou continuar o dia lá para os lados da escola.

(mas sabia-me bem um chá, um livro, mesmo de estudo, um pijama e umas pantufas...)

6 comentários:

Rute Torres disse...

Não nos incomoda nada que fale, vezes e vezes sem conta, deste(s) problema(s), que é(são) gravíssimo(s). Quem sabe, alguém, lá para os lados do ME tropeça numa destas teias...
Por outro lado, sabe bem ler escrever tão bem aquilo que sentimos todos os dias, mas não conseguimos expressar de forma tão autêntica.

3za disse...

Obrigada Rute... quem sabe um dia acontece... não se pode calar a razão.

Desilusão na Matemática disse...

http://skoool.pt Já conhece? Neste momento há professores em Castelo Branco ( ESE de CB, porque será DrValter Lemos?)a receber formação (50h)para darem início em 2008/09 ao 7º ano, sem manuais, sem testes, sem avaliação!( E sem a maioria de nós saber do que se está a passar e do que,eventualmente, se nos espera...) já percebe porque o ministério não dá crédito aos seus/nossos lamentos?
Sendo professora de Matemática e de Ciênias Naturais-acredito que vai gostar de saber que o Inverno começa em Setembro! ( consulte Física) e que o zero é um ponto a meio da linha do eixo dos xx-consulte matemática!!!
Teresa continue a trabalhar e a divulgar tudo o que sabe e compartilhar os seus dissabores, amores e sabores!
Há muitos que a apreciam.
Obrigada

Desilusão na Matemática disse...

http://skoool.pt Já conhece? Neste momento há professores em Castelo Branco ( ESE de CB, porque será DrValter Lemos?)a receber formação (50h)para darem início em 2008/09 ao 7º ano, sem manuais, sem testes, sem avaliação!( E sem a maioria de nós saber do que se está a passar e do que,eventualmente, se nos espera...) já percebe porque o ministério não dá crédito aos seus/nossos lamentos?
Sendo professora de Matemática e de Ciênias Naturais-acredito que vai gostar de saber que o Inverno começa em Setembro! ( consulte Física) e que o zero é um ponto a meio da linha do eixo dos xx-consulte matemática!!!
Teresa continue a trabalhar e a divulgar tudo o que sabe e compartilhar os seus dissabores, amores e sabores!
Há muitos que a apreciam.
Obrigada

3za disse...

Fiquei curiosa... vou "cuscar"... parece que há mais coisas entre o céu e a terra do que sequer nos atrevemos a imaginar.......
Ai ai! (suspiro)

AP disse...

Por enquanto, ainda vai havendo energias, mas sinto já que o desassossego está a esgotar-nos e o "cansaço-cansaço" a acomodar-se... a pouco e pouco...