quinta-feira, maio 18, 2006

PEE, PCE, PAE, PCT: Do vazio das siglas........ à acção possível (1)

.
Nunca foi fácil e continua a não ser.

Como ando em círculos, em espirais e em passeios mais ou menos (de)sorganizados, outra vez em torno de tudo isto, partilho apenas alguns documentos dispersos (sem visão crítica, que, por ora, é só o que o corpo aguenta) encontrados perdidos aqui e ali, enquanto vou organizando um dossier com a informação mais relevante.

PROJECTO EDUCATIVO DE ESCOLA, PROJECTO CURRICULAR DE ESCOLA. PROJECTO CURRICULAR DE TURMA. O QUE TÊM DE COMUM? O QUE OS DISTINGUE? Carlinda Leite

Do extinto forum do DEB - Apoio à reorganização curricular, encontrei este guião (divulgado, na altura, na secção de perguntas mais frequentes)

Projecto Educativo de Escola

Objectivo - Definir a política educativa para a escola e para um período de três anos
Conteúdo - Para além da política educativa deverá incluir:


  • A caracterização da escola e do seu meio envolvente;
  • Problemas e potencialidades que possam influenciar as decisões tomadas ou a tomar;
  • Orientações para a construção do Projecto Curricular de Escola.

Textos de síntese com interesse:
Para um projecto educativo
Vítor Manuel Tavares Martins

É vasta bibliografia sobre o assunto em diversas colecções de educação de diferentes editoras. Fácil de procurar também... Não consigo fazer aqui uma lista exaustiva, portanto, estão por vossa conta. Nela podem encontrar-se informações úteis e guiões mais pormenorizados para elaboração de um PEE... mas diz-me a experiência, e quem sabe destas coisas, que quanto mais simples melhor... (menos é mais?).

O importante será o envolvimento da comunidade e a capacidade da escola em manter vivo o seu PEE como instrumento de referência, de forma a garantir a coerência interna das acções explicitadas no Projecto Curricular de Escola que decorre daquele e em cada um dos Planos Anuais que operacionalizam faseadamente as estratégias previstas.

Apropriação. (PEE na gaveta é que não!)

Na velhinha revista NOESIS - IIE ( lembram-se?) Existe um conjunto de artigos com interesse

  • Sugestões para o início da realização de um PEE - Jul-Out 1994 - Maria Beatriz Bettencourt Canário
  • Do projecto Educativo à planificação e gestão estratégica da escola - Jul-Out 1994 - João Barroso
  • A importância da participação na escola e aconstrução do seu PEE - Jul-Out 1994 - Ana Cristina Costa

Há muito mais... mas fico-me por aqui. Por um lado tenho de rever as notas sobre a apreciação/revisão das proposta de PEE em construção na escola e, por outro...
... há quem aguarde os meus cuidados.
Em representação de todos os que reclamam a minha atenção, o Jasmim torna-se visível e desespera sobre o "scanner"... Será que ela não percebe que eu tenho fome?




A seguir virá o PCE...

14 comentários:

Fá disse...

Nas minhas deambulações pela net, à procura nem sei bem de quê, tropecei na tua teia...
TERESA!
Uma das minhas colegas de estágio!
Há quanto tempo??
Encantei-me! É a mesma Teresa!
Lá está a poesia, a música, a magia...
Desculpa não ligar muito às tuas siglas (por agora), mas tenho que ver tudo e dizer que estou aqui.
Lembras-te?
(Fátima Pedro)

3za disse...

Oh Fátima, minha querida, nem sei o que dizer! Na sequência de um assalto ao carro (há anos!!!) fiquei sem o teu contacto e bem te procurei... até em Aljustrel! Minha madrinha, minha parceira, como te poderia esquecer! Temos fotos no meu álbum daquele passeio de barco que fizemos e, claro, do casamento! Ainda encontrei a Raquel por acaso um dia em Lisboa num restaurante, a terceira do trio maravilha, mas ela também não sabia onde estavas.
Se esta teia já me tem oferecido surpresas imensas, arrisco dizer que esta foi a mais bonita... E não é que consigo caçar tudo até uma pessoa amiga que nunca mais vi? Já lá vão 21 anos... dá para acreditar? Muitos Beijinhos e volta sempre! Faz como se estivesses em tua casa! Tão bom saber de ti!

asn disse...

ah então este é que é o famoso Jasmim?
Diz-se que à noite todos os gatos são pardos, a verdade é que o Jasmim e o meu Rapazito são muito parecidos... e, pelo que vejo, muito senhores do seu nariz e mimados.

Prof. Teresa disse...

Chérie... vim dar um beijinho e convidar para uma visitinha à minha escola logo que as coisas acalmarem...início de Julho ou se quiseres, no dia do nosso Arraial, 23 de Junho. Somos quase profissionais da "coisa" e é muito giro ver a malta toda ali a trabalhar.
Mas por que te convido eu? Porque a escola onde estou foi uma das pioneiras da Gestão Flexível do Currículo e talvez queiras espreitar as nossas coisas. Eu só estou lá há 4 anos mas sei que o trabalho da minha escola tem ajudado outras.
Para conheceres melhor podes ir a: http://www.eb123-charneca-caparica.rcts.pt/

beijocas

Teresa Lopes disse...

É giro ser testemunha de um reencontro via net!...
Depois, sobre o Projecto Educativo, sabes dizer-me Teresa, onde posso ler o do nosso país? (Qual é o símbolo para ironia?)
O ME obriga as escolas a terem um, mas... Será que estão à espera de escolher o melhor para se sirvirem dele? Ou vamos continuar a ter mantas de retalho com cada escola a contribuir?

Fá disse...

Pronto!
Já estou de lágrima no olho...
Que bom lembrares-te!
Tantas vezes recordo os tempos de estágio e das meninas lindas que éramos (somos).
Continuo a morar em Almada e "assentei arraiais" na Costa da Caparica, depois de Aljustrel e outras aventuras.
Menina, a tua TEIA é o máximo!
A partir de agora vais ter mais uma aranhiça à perna.
Abençoada net!

3za disse...

Por partes.
asn, obrigada pela visita. Tenho andado atrapalhada e sem tempo para nada, mas logo que possa retribuo a visita!
prof Teresinha, se for possível irei... no meio da confusão de trabalho... agora é mais o plano de acção matemática, a última ideia e nem sabemos bem o que será... Mas agradeço imenso o convite e o endereço. Vou espreitar, é claro que vou!

Boas perguntas as tuas. Costumo fazê-las. Sobretudo a de um projecto educativo para o País... em vez desta coisa a retalho. Mas ainda tenho um bocadinho o sonho de tomar algumas rédeas nas mãos... e quem sabe os contratos de autonomia o venham a permitir... ou não, sabe-se lá. Não é lá muito fácil manter a chama da esperança acesa nos tempos que correm. Mas...ou isso ou desistir e ir fazer outra coisa qualquer. Portanto... nem sei que te diga. (Não há grande coisa a dizer... não é?)

3za disse...

Fá... qual é a tua escola? Não é a da Prof Teresa (Charneca da Caparica... será?). Isso é que era engraçado! MAs provavelmente há muito mais escolas nessa zona e a tua nem se chama assim.
Fico feliz por teres gostado e te sentires bem aqui. Sempre que quiseres... tens aqui uma teiazinha à tua espera... Montanhas de beijinhos.

Tit disse...

PEE do ME... pois... deve mesmo ser isso Teresa Lopes - estão à cata do melhor para copiar! Aiaiaia... não tem emenda a Milú...
Força para essas siglas todas 3za... É dose!!! Mas aposto que vão sair lindos!... e úteis! (A Milú aposto que vai ficar à espera do teu...)
E espero que o Clóvis esteja melhor.
Beijinhos.

3za disse...

Pois.. és uma querida tu! Ando a organizar as ideias e, assim como assim, bem podem ficar organizadas aqui à mão de semear (para mim e para quem quiser).
Quanto ao Clóvis... é complicado. Só o tempo o dirá. Ele teve um cálculo que lhe entupiu a uretra, foi algaliado com imensa dificuldade (anestesia). Sorte eu estar atenta ou tinha sido fatal, pois deixam de urinar. Só que agora é um exercício de paciência, pois devem imaginar a situação (até sábado ou segunda, onde pode ser retirado o tubo que permite o escoamento), com alimentação para acidificar a ver se dissolve a pedra... Portanto, até ver é difícil prever. Para já, com os cuidados, que têm de ser muitos e a toda a hora, mantém-se estável, mas há sempre o risco de ser recorrente e aí teremos de pensar noutras formas de resolução. Bem, a esperança mantém-se, mas é preciso uma atenção regular, pois a própria algália entope e tenho de injectar soro com alguma regularidade, dar-lhe água com seringa para o manter hidratado e ir "lavando" os rins... Alimentá-lo, dar-lhe os medicamentos. Faço tudo com paciência e carinho. E aguardo...

IC disse...

Adorei a pergunta da Teresa Lopes!
Mas, Teresa (agora é para a 3za), vim aqui só deixar um beijinho pois estou em "pausa". Fiquei contente por ser tb testemunha desse encontro entre duas amigas, tantas vezes acontece perderem-se as pessoas umas das outras por mudanças de localidades, depois passam anos e lá se foram nºs de telefone...
Bom resto de semana de trabalho e bom fim de semana para todas :)

Miguel Pinto disse...

"PROJECTO EDUCATIVO DE ESCOLA, PROJECTO CURRICULAR DE ESCOLA. PROJECTO CURRICULAR DE TURMA."
Fiz parte de uma equipa que preparou estes documentos. Creio que a forma como revelei o acontecimento diz tudo. Ou não?
Desejo-te melhor sorte!

elisabete disse...

No meio de tanta treta que nos impingem e com a qual somos obrigados a conviver, haja mais e mais jasmins para nos tirarem de tanto sério e darem cor e luz e sorrisos às vidas que certos senhores se esforçam por tornar cinzentas, qdo só deveria haver lugar para as tais cores e luzes e sorrisos q deviam fazer parte da coisa Escola.
Bjs. E.

3za disse...

Confesso-vos que, embora as entradas revelem o contrário, os papéis são pretexto (por terem que existir)... O meu sonho era mesmo conseguir-se fazer alguma coisa independentemente deles... Normalmente o que acontece é investir imenso em papéis... para pouco, ou nada... (Ai ai, cala-te boca que ainda a procissão vai no adro e não vale apena desanimar tudo já...) Abraços.