domingo, março 02, 2008

"A Árvore Generosa"... Finalmente!

Sabem como sou fã de Shel Silverstein...
Acabou de me chegar uma excelente notícia, proveniente da editora bruaá

"A árvore generosa" vai ser finalmente editada em Portugal através desta editora! Não vejo a hora de "cheirar"... (Há já algum tempo falei aqui deste livro numa entrada a que chamei: História de Amor... podem recordar aqui para vos abrir o apetite.)

(Obrigada à editora por me ter feito chegar esta preciosa informação, que partilho com imenso gosto!)

E agora, uma surpresa! Acedendo à editora é possível folhear o início do livro ao som de música... Mas apetecia-me oferecer-vos aqui esse prazer na teia... Lá fui experimentar novamente a versão 5 "trial" do Camtasia studio, que capta ao vivo o que acontece no écran. E depois permite converter para um vídeo partilhável (código html), neste caso, optei pelo código para um blogue.

Aqui está o produto do trabalho (sem preciosismos)... sou só eu a passar as folhas com o rato. Ainda pensei ler-vos... o que me daria imenso prazer, mas o tempo já não chegou para essa experiência... agora imaginem um aluno... um slideshow com ilustrações feitas por si, uma história para contar feita por si... camtasia em acção a gravar a passagem dos slides, a sua voz lendo... depois colocar no blogue da turma... devaneios... a tutela quer lá uma escola com tempo para fazer estas coisas!


E perguntam vocês por que gasto tanto tempo com isto, quando tenho tanto para fazer?

Porque esta é uma das formas de fazer a minha auto-formação em TIC - dedicar-me a experimentar software novo que poucos conhecem e contém um potencial educativo elevadíssimo (já usei o Camtasia com os alunos há tempos e divulguei aqui o que fiz). Claro que não é isso que a tutela quer que eu faça, mesmo escrevendo nas leis que sim (são bem claras, na prática, as acções a que nos obrigam outras leis, que inibem a possibilidade destes gestos determinados em leis paralelas e assim sucessivamente - as incongruências são gritantes... legisla-se esquizofrenicamente. Cada lei esquece o que a outra pede e que o dia tem um limite finito de horas). Para se ser cada vez mais qualificado, no caso dos professores e das TIC, não são umas acções sem novidade que resolvem... É este gesto individual e autónomo a qualquer hora do dia, que nos coloca na linha da frente. E depois, noutros tempos, iria para a escola partilhar informalmente com colegas (componente não lectiva) em que nos juntávamos precisamente para isso e muito mais. Os mais motivados arrastando os que, tendo alguma motivação, se iam deixando seduzir. Entreajuda, pois. Isso acabou na escola hoje. Zero absoluto. Bateu-se no fundo do poço. Procuro o mais possível entrar e sair à hora, a correr... e gastar o pouco tempo com meninos e não com adultos. Acabou-se o tempo em que me sentava com colegas a explicar como fazer blogues, como caminhar no secondlife, como usar o googlepages, como trabalhar com esta ou com aquela ferramenta, como dar este ou aquele tipo de aula. Vou cortando em tudo o que posso e não se relaciona com as aulas e os alunos, para os proteger. Não é triste? Melhoramos assim? Que pobre será a escola daqui a uns tempos... Que tristes tempos...

Desculpem que eu hoje estou assim... Há dias em que é preciso usar a palavra como arma e adiar a poesia para outro dia.

5 comentários:

Starkhyel disse...

E hoje mesmo foi o lançamento do livro e da Editora, na casa da qual tenho o prazer de ser um dos directores - a Liga para a Protecção da Natureza! :) E foi um sucesso!

3za disse...

Parabéns! Não poderia existir melhor local... Bem pensado!
Procurarei o livro... já tenho muita gente a quem o oferecer! :)

Prof. Teresa disse...

Isto das TIC é realmente uma paixão: ficou tão lindo o que fizeste com o Camtasia e o revirar das folhas :-D

beijocas

3za disse...

Pois... eh eh eh. Nós as duas somos assim... umas tecnológicas românticas! :o)

3za disse...

Beijiiiinhos