sábado, junho 17, 2006

Porque hoje é sábado

.

http://students.fct.unl.pt/users/pcd/vinicius/

Apeteceu-me Vinicius.
Saudades dos meus discos de vinil cheiinhos de sons quentes e riscados.
Talvez porque hoje seja sábado e esteja aqui de volta dos papéis, dos livros e das palavras.
Como sempre. Escola pelo meio deles. Melhor e pior, tudo junto para nos lembrar da vida.
Que é exactamente assim.
Umas palavras sem graça, sem importância.
Outras úteis e necessárias que se cumprem ensinando-nos o novo.
Outras, ainda, cheias de magia e encanto que nos fazem vibrar.
Hoje tenho junto a mim todas essas palavras misturadas.
Estou por aqui a viver, é o que é.
Porque hoje é sábado.

E suspeito.
Suspeito muito,
posto que não sou nem nunca serei mulher de grandes certezas,
que amanhã será Domingo.
(Se cá estiver, vou gostar. É que sobra-me sempre tanto para viver no dia seguinte...)


I

Hoje é sábado, amanhã é domingo
A vida vem em ondas, como o mar
Os bondes andam em cima dos trilhos
E Nosso Senhor Jesus Cristo morreu na cruz para nos salvar.

Hoje é sábado, amanhã é domingo
Não há nada como o tempo para passar
Foi muita bondade de Nosso Senhor Jesus Cristo
Mas por via das dúvidas livrai-nos meu Deus de todo mal.

Hoje é sábado, amanhã é domingo
Amanhã não gosta de ver ninguém bem
Hoje é que é o dia do presente
O dia é sábado.

Impossível fugir a essa dura realidade
Neste momento todos os bares estão repletos de homens vazios
Todos os namorados estão de mãos entrelaçadas
Todos os maridos estão funcionando regularmente
Todas as mulheres estão atentas
Porque hoje é sábado.

(...)
http://www.revista.agulha.nom.br/vm3.html

http://www.viniciusdemoraes.com.br/


11 comentários:

Teresa Lopes disse...

Ainda Vinicius

Soneto de despedida

Uma lua no céu apareceu
Cheia e branca; foi quando, emocionada
A mulher a meu lado estremeceu
E se entregou sem que eu dissesse nada.

Larguei-as pela jovem madrugada
Ambas cheias e brancas e sem véu
Perdida uma, a outra abandonada
Uma nua na terra, outra no céu.

Mas não partira delas; a mais louca
Apaixonou-me o pensamento; dei-o
Feliz – eu de amor pouco e vida pouca

Mas que tinha deixado em meu enleio
Um sorriso de carne em sua boca
Uma gota de leite no seu seio.

http://www.viniciusdemoraes.com.br/

aavozaida disse...

Como o António disse, estou a dar os primeiros passos na Internet. Sinto-me muito "bebé" e talvez disto não passe. Mas, para tentar, nada melhor que falar de uma das coisas no Mundo que mais fundo me tocam: os animais e, entre eles, os meus adorados gatos.
Depois...depois vou-me deliciando com blogs como o seu. Como seria diferente o Mundo se todos respeitassem e amassem a Natureza como, penso, ambas fazemos.
"...
Ai, quem me dera ver morrer a fera
Ver nascer o anjo, ver brotar a flor
Ai, quem me dera uma manhã feliz
Ai, quem me dera uma estação de amor
...
Ai,quem me dera ao som de madrigais
Ver todo o mundo para sempre afim
E a liberdade nunca ser demais
E não haver mais solidão ruim
..."
Vinicius de Moraes
De "Livro de Letras"
(Porque adoro poesia
Porque Vinicius de Moares foi e será sempre poeta "com a música e a poesia na alma"
Porque mo recordou
Voltei a lê-lo
"Porque hoje é Sábado")

asnunes disse...

Está tudo dito por ora.
Bom fim-de-semana...

TsiWari disse...

suspeito...essa palavra terrível que é AMANHÃ, e o que fica por viver projectado num AMANHÃ.

Por isso, também por isso, gostei tanto do Brokeback Mountain.

Ah, Vinicius... tu tão bem o sabias.

Sara S. disse...

A recordar:

Era uma casa
Muito engraçada
Não tinha tecto
Não tinha nada
Ninguém podia
Entrar nela não
Porque na casa
Não tinha chão
Ninguém podia
Dormir na rede
Porque a casa
Não tinha parede
Ninguém podia
Fazer pipi
Porque penico
Não tinha ali
Mas era feita
Com muito esmero
Na Rua dos Bobos
Número Zero.

Que saudades de cantar isto...

Ultimamente tenho que aproveitar as horas ao segundo. Exames e Avaliações Finais. Mas sobra-me sempre tanto pra 'fazer' no dia seguinte! Mas isto não são queixas.
Apenas lamentar o facto de não poder ler este blog todos os dias.

Passei só para deixar um beijinho. :D

3za disse...

Fiquei com o Domingo cheio ao chegar aqui de manhã... Ando (andamos?) tão precisados de poesia... e o que encontro? Vocês sob o efeito do encantamento Vinicius e sob o vosso próprio encantamneto... o que vos toca. Haverá poema mais lindo do que este de misturarmos a nossa poesia com a poesia dos poetas que amamos?
Obrigada pelas palavras de todas as cores!

AnaCristina disse...

Li isto e fui a correr por musica a condizer...

Hoje um amigo disse que sou muito velha para os meus 29 anitos... por causa da musica que ouço...

Senti como um elogio... e expulsei-o de casa!!! (brincadeira! :D)

3za disse...

Sua cota fofa!
(deixa estar... já diziam isso de mim e eu ainda nem 20 anos tinha!)
:)
bj

3za disse...

.

3za disse...

.

Anónimo disse...

What a great site video editing programs