quinta-feira, junho 05, 2008

Leituras...


O livro (Investigação etnográfica com crianças) chegou apenas ontem... depois da encomenda no dia 20 de Maio. Teria sido mais fácil ir a Lisboa a pé buscá-lo... nunca nos ocorre que a modernidade de muitos serviços é coisa reservada para o exterior da nação. Quem nasce optimista está condenado a umas quantas desilusões...
(É que a maioria dos livros da Amazon.uk demora pouco mais de dois, três dias, quando existem em stock... estou mal habituada...)

Comecei pela ética. Gostei do que li e não foi por acaso. Gosto da palavra respeito. E foram os alunos que me ensinaram aquilo que desejava aprender neste ano de primeiro contacto com a ferramenta Scratch. Sei que continuarão a fazê-lo porque, independentemente da tese (que nada pretende provar), eu sei o que vi, sei o que aconteceu e continuarei a recorrer a este instrumento no futuro…
A eles dedicarei a tese. Já escrevi o agradecimento e nele digo exactamente isto: Aos meus Alunos, pelo estímulo, pelo carinho, pelo empenho, pelo sentido crítico, pela confiança, pelo entusiasmo. Eles foram os mais próximos e constantes companheiros de viagem e aventura, aqueles que mais me ajudaram a encontrar algumas das respostas que procurava. Foram os meus mais atentos e espontâneos professores.

Eles sabem. Porque nunca o oculto. Porque cada gesto o diz. Ainda assim, quis expressar esse sentimento por escrito. Sem eles nada teria sido possível daquilo que já foi e do que está ainda para acontecer.
(Adivinha-se facilmente a quem não agradecerei por todos os obstáculos colocados no caminho...)

Partilho AQUI algumas palavras deste livro (entre vários em mãos a gritar pela minha atenção).

2 comentários:

Maria do Carmo Cruz disse...

E eu agradeço por todos com quem te partilhaste generosamente. Continua a ser Tu mesma e tudo estará bem. Sabes, quando convidamos alguém só teria feito falta aquele que veio, se não tivesse vindo. Só fazem falta os que estão. O resto é paisagem. Parabéns por tudo. Beijinho da Avó Pirueta

3za disse...

Gosto dessa ideia... Gosto. É bem verdade: só fazem falta os que estão. O resto...
Obrigada pelo carinho, pelo estímulo, pela força sempre presente a animar-nos... Beijinhos