domingo, junho 29, 2008

Ontem... Aveiro.

Saímos às 6 da manhã de casa...

Registei o nascer do fogo como testemunho da bela madrugada, prenúncio de belo dia. Que foi. Nem me lembrei mais da máquina... e bem podia ter feito umas fotos engraçadas... ;)

Por todos os motivos. O melhor de todos? A excelente companhia...
Outros em forma de projecto sonhado.
Ainda falta pensar, reflectir, encontrar as formas certas de agir.
Mas é nas sementes que a vida vive antes de ser vida propriamente, portanto... a paciência é a virtude que faz do crescimento a coisa lenta, boa e segura que deve ser.
Se tiver de ser alguma planta útil, será.

Em comentário acho que disse sobre a visita o essencial, respondendo à nossa querida
Avó Pirueta

Deixo aqui com alguns cortes (esta minha tendência para me espraiar na areia...):


Sabes o que foi bem giro? Reencontrar "em carne e osso" estes entusiasmados professores de Aveiro que são o Carlos, o Luís, o Pedro, conhecer o Fausto, a Ana, o Luís S., a Silvana..... que só conhecia "avatarmente".
Conversámos muito, também de trabalho e de hipóteses de juntar esforços a bem da educação e do uso mais alargado do scratch.... :)
Tudo se iniciou há um ano no Second Life quando decidi visitar a UA virtualmente e começar a participar nos seus encontros semanais... Ainda me lembro de encontrar o Carlos sem saber quem era... depois o Luís, a Olga, a Teresa, a Ana, ... e por aí fora.... ganhei para a minha vida pessoas especiais que muito a enriqueceram e avancei no meu conhecimento. Alguns conheci entretanto em acções de formação. É exactamente como dizes: só com uma vida real não teria tempo para conhecer tanta gente interessante. Aventurei-me e a recompensa foi imensa... É como tudo... bem usado é uma mais-valia, mal usado... não serve para grande coisa... E hoje ouvi falar de projectos fabulosos que envolvem crianças abusadas e que estão isoladas do mundo (afastadas das famílias e refugiadas em lares)... de professores que utilizam esse meio para as ajudar, projectos para deficientes que encontram no SL a mobilidade sonhada e o encontro fácil com os outros, projectos com veteranos de guerra abandonados pela sociedade e pela família... enfim, uma vertente social muito especial, a par de uma vertente cultural e científica que decerto gostarás de conhecer, avançando para os locais certos que depois posso indicar... Mas primeiro tens de explorar...

Só não contei em comentário que... nos fizeram uma visita guiada... e por entre as surpresas... lá estava uma sala espantosa equipada com instrumentos musicais (curso de música e não só)... entre eles um piano Steinway... e que o Rubik - aka Fausto da PT Inovação (entre várias coisas, conservatório de piano) - mesmo enferrujado (no seu dizer... que nós não achámos) tocou... e até me aventurei a cantar o pedacinho possível do Summertime que a minha memória da letra permitiu e a lembrança dos dedos dele deixaram.
Logo ali a promessa, com o testemunho presencial de vários (e agora de muitos mais - pobres de nós), de reaprender a tocar certos temas, de reaprender a cantar certas canções, para depois, via net primeiro e quem sabe ao vivo mais tarde, apresentarmos reportório que se veja, para nos redimirmos das clausuras a que votamos outros dons e dotes (piano e canto) por conta do excesso de trabalho e tarefas e missões e aflições e demais acelerações pelos outros recantos da vida que gostamos de explorar e nos quais temos de trabalhar.
(E não é que afinal é capaz de estar em Aveiro o piano de que precisava e de que tanto falava aqui na teia? Quem disse que Second Life é apenas coisa virtual?)

Darei conta das evoluções...

E foi assim rica esta viagem a Aveiro onde apenas nos ficou a faltar conhecer a tripa... (pensava eu que seria coisa salgada... mas não... da forma como nos descreveram o pitéu, já sonhamos com o regresso para lhes cravarmos umas gulosas dentadas... :)

(...)A tripa, para os menos cultos, é uma coisa que se tornou famosa ali para os lados de Aveiro, sendo feita com aquela massa da “bolacha americana” ainda meio crua, recheada com qualquer coisa. Tradicionalmente, imponho eu, tripa que é tripa, é com ovos moles. Nada de morangos, nada de frutos silvestres, nada de bacon, nada de lagostins, nada de chocolate. Ovos moles é que é! Cai na chapa, solidifica, dobra para aqui, dobra para ali, a mando do mestre da tripa, é barrada com ovos moles, dobra para acolá, dobra para acoli, e serve-se com uma pitada de canela por cima. Inexplicavelmente delicioso.(...) http://arautosdoestendal.blogs.sapo.pt/79610.html

11 comentários:

Rubik aka Fausto disse...

oO
Estou feito...
:)

3za disse...

:) estamos!... Agora as testemunhas são muito mais!
Mas como não definimos prazos concretos (esta sabedoria portuguesa - coisa mui entranhada nos genes) temos alguma margem de manobra...
Devagarinho... se vai ao longe! :)

luis disse...

Foi um prazer reencontrar-vos. Não tive oportunidade de me despedir mas, se calhar, até foi um acaso feliz. Isto das despedidas nunca acontece entre pessoas que têm tanto para partilhar. Obrigado pela visita :)

Carlos disse...

É sempre bom receber pessoas assim :)
Gostei muito das ideias que surgiram e também continuo a acreditar que vamos conseguir que elas tenham futuro!

3za disse...

Despedidas? Não. Claro que não. Até porque em qq altura podemos ir comer uma bolacha a "casa" do Rubik... ou jogar futebol à vossa. A distância é apenas um estado de espírito... :)
Obrigada pelo excepcional dia e, sim, futuro para as ideias e projectos é o que podemos desejar, sabendo que vamos conseguir! Até breve!

Maria do Carmo Cruz disse...

Realmente, vocês estão a criar em mim uma vontade de ser virtual que nem sonham! Te prepara, menina! Não moras assim tão longe e na minha provecta idade pago só 50% do comboio! Quer aprender as virtualidades todas! Inscrevam-me! Um abraço de felicitações para todos e parabéns pela inteligência de não se despedirem. Avó Pirueta

3za disse...

:) tu....

Primeiro... não sei que computador tens aí... para instalar o SL (vais ao google e escreves Second Life... dás conta do recado) é preciso ter "algumas condições" de velocidade e capacidade no PC... Logo vês se dá ou não. Ou podes depois tentar já em POrtugal... se a capacidade for melhor por estes lados. Não sei nem adivinho. Foi o Fausto que me chamou a atenção para esta questão, de forma a não ficares desiludida se a máquina falhasse na hora H... :) (tens imensos fãs preocupados contigo, nem imaginas!!!). POrtanto... nada como procurares e experimentares (tens de ser tu a inscreveres-te... depois arranjam-se visitas guiadas e até acho que te arranjo um excelente cicerone, se eu estiver soterrada em papéis de mestrado nessa altura eh eh eh)... Tens de ser dona da tua aventura desde o início! MAs como és uma guerreira... o que será esta coisa para ti? Nada! :)
Muitas beijocas (reais: smac smac chuac e coisas assim...:)

(Não falei com ela... mas Maria Teresa do blogue Talvez uma península e agora Uma abelha na chuva... pode levar-te em passeios extraordinários pois é mais frequentadora do que eu... sabe imenso... recentemente, por causa do mestrado, eu já só ia para os encontros, mas ela até já constrói em SL, tem casinha e tudo lá, e trabalha com a ARCI, a tal associação dos projectos sociais e humanitários). Hei-de deixar link na teia...
Mais beijinhos

Maria do Carmo Cruz disse...

Obrigada, meus Amores, eu quando chegar apito... E tenho um belo portátil: um Rols-Royce de computadores, que nestas coisas não sou nada poupadinha... Beijinhos

3za disse...

:)

Cleo Bekkers disse...

3za, se ouviste o Fausto a tocar ao piano.... ai vais voltar a Aveiro, vais! :-)

E tens mesmo de voltar para nos conhecermos.
No sábado já não me foi possível ir à UA. Tenho muita pena por ter perdido essa oportunidade de encontro RL.

Mas o tempo tal qual a tua teia...não se esgota... e outros momentos virão!

Grande abraço, amiga!

3za disse...

Ohhh Amiga! Tão bom ouvir-te! Fiquei com pena (sei bem o que é esta nossa vida corrida), mas não houve grandes despedidas, pois sabemos que vamos voltar! E da próxima, se tudo correr bem, ouves o Fausto tocar e, quem sabe, eu cantando a acompanhar eh eh eh. Muitos beijinhos!