domingo, março 12, 2006

Domingo revelador...



Foi preciso uma manhã silenciosa de nevoeiro para ver.
(Por vezes o Sol ofusca mais do que ilumina.)



A romãzeira do jardim encerrava em segredo a metáfora para este caminho. Este sonho meu.


E ao ver o tamanho de quem tem tecido estas estradas, renasceu a esperança de que, mesmo pequenos, é possível ir chegando lá... devagarinho, sem se acreditar na espera.

(A (im)paciência pode ser uma virtude que constrói o futuro?
)

9 comentários:

Teresa Lopes disse...

A impaciência nunca poderá ser uma virtude: antes uma qualidade. E as qualidades tanto podem ser positivas como negativas e nunca deixam de ser o que são: isso mesmo,uma qualidade.
A sabedoria está na espera, em saber aguardar o momento certo. Só assim o sabor é de conquista, de contemplação e de paz.
Um bom domingo para ti.

3za disse...

Percebo... E gostei da resposta ao desafio. Porque se a impaciência for pressa sem sabor e sem contemplação, decerto que não é uma virtude. Mas só aceito a espera se ela contiver em si as sementes da acção, da participação por entre a sabedoria do contemplar, do aguardar o momento certo...
...ou corremos o risco de morrer sem ter conquistado essa paz que almejamos.
(Nada disto é novidade para ti. Tu és exactamente o exemplo dessa sabedoria do esperar-agindo, do impaciente-aguardando...É por isso que constróis futuros, sonhando com a paz dentro deles.)

Teresa Lopes disse...

Bem, 3za, esse teu comentário elevou a minha auto-estima!... Não serei tão perfeita assim, mas há muita verdade naquilo que dizes. E posso adiantar-te que esse tempo de espera atenta e serena é das sensações mais cheias e mais completas que há na vida.
...
Mas que fazemos nós, num domingo como este, a teclar no pc?...

3za disse...

Vou vendo uns testes... dando conta da confusão da casa e da desarrumação... ainda estou sozinha... mas como o Cara-Metade chega amanhã, os fins de semana vão novamente afastar-me mais tempo do teclado... onde tenho estado frequentemente nestes 17 dias de "estar sem ele" para adiantar projectos, trabalho e assim me sobrar mais tempo para as horas "a dois" que se avizinham e de que gosto tanto...
(Ele deve vir cheio de lindas fotos dos Andes e dos lugares por onde andou... Aprendo sempre imenso com o seu olhar sobre as coisas.)

Eli Sheba disse...

Bonitas fotos. É a arte da natureza...não há nada melhor que isso.

3za disse...

Nem são necessário "retoques".
Está tudo lá...

Tit disse...

As aranhas aí do teu quintal andam a aprender umas coisas contigo - ai andam andam!... Belas teias de diferentes feitios e comprimentos, todas elas fabricadas com dedicação e criatividade!

3za disse...

Se visses o tamanho da aranhiça... minúscula! Enfim... eu é que vou fazendo por aprender alguma coisita com a vida...

3za disse...

.