quarta-feira, março 29, 2006

contrário Ao


ser. deve como direitinha estava e sentido tinha que fingir a ar, o para pernas de coisa uma vez uma Era

contrário. ao estava não quem era contrário ao estava quem que e contrário ao estava não que pensar a contrário ao coisa uma vez uma Era

ela. menos trocados princípio o e fim o tinham todos que e fim o era princípio o e princípio o era fim o que achando fim do começar a coisa uma vez uma Era


(alegoria?) devaneio o Desculpem



sanidade? a perder a Estarei

(recuperá-la? a Ou)

regressar... a está humor de sentido o menos Pelo

P.S (a direito) Este é o efeito de aulas de manhã, hora de DT e milhões de papéis, problemas para resolver... vinda a casa de corrida ver a bicharada, trincar algo, largar aqui semente... depois última sessão da oficina de matemática toda a tarde, reunião da equipa dos portáteis a seguir... e... uff... cama! Amanhã é outro dia!

10 comentários:

imaz disse...

confusão!grande Que
contrário. ao tudo estava que percebemos depressa mas nada, percebemos Não
contrário. ao tudo ler engraçado e divertido bem Foi
contrário. ao título o com textos fizemos já também Nós

Teresa Lopes disse...

É verdade, 3ZA, que amamhã é outro dia, mas também desconfio que os próximos dias serão como amanhã, que será como hoje, que será uma grande confusão.
Se fores ler o que escrevi em "Avaliação" vais entender.
Jokas

Anónimo disse...

Imagino,... a tarefa é árdua, o cansaço é imenso... por vezes realização e vocação, está directamente acompanhada pela exaustão.
Mas daí perder a sanidade?NÃO ACREDITO... sou uma leitora assídua, e não sinto, e não acredito que a tua sanidade esteja perdida, ou em vias disso.Pelo contrário, ... o que fala é o cansaço.
Teresa consegues transmitir um espírito puro, limpo, mas,... só cansado.
Acredita, que eu repouso todos os dias na tua Teia.Está-se muito bem aqui... encontro Paz.Obrigado por isso.
De mim, Mamy Teresa Martins

emn disse...

muito gostei, gosto como sempre.
:)

asn disse...

Ele há dias... parece que o mundo anda às avessas... e nós com ele?
Ou ao contrário?!

Passei por aqui e quiz deixar um olá.
Acho que me deixei prender nesta Teia...

asn

Tit disse...

lindo lindo lindo!!!

Um excelente intervalo para voltar aos famosos portáteis - pois... tb me calhou a mim... :P

Bjnhos!

IC disse...

A propósito de andar ao contrário e de "hora de DT e milhões de papéis", quem anda mesmo, mesmo ao contrário na minha escola sou eu! Os dts têm milhões de papeis para as reuniões, mas nenhum que eu possa preencher para informar sobre os resultados das minhas medidas de recuperação expressas nos planos. Fui agora ver os teus documentos no SOS Professor, lá está um geral de avaliação da execução dos planos, mas os meus dts só têm documentos para avaliação das AULAS de apoio ou de salas de estudo, que foi o nome que deram a aulas de apoio para não serem dadas pelo prof da disciplina (não temos espaço na escola para uma sala de estudo mesmo). Eu não tenho alunos NEE ou NEP (dou uma aula a alunos de outra colega) e recusei as ditas aulas de apoio porque sempre fez parte da metodologia das minhas aulas e das respectivas estratégias e materiais a recuperação nas próprias aulas (incluindo aulas comigo só a trabalhar com esses e os outros com tarefas em grupo para que pouco têm que me solicitar) quando alunos estão com dificuldades ou trazem lacunas relevantes (repara que são alunos crescidos, 3º Ciclo,8º e 9º) e nunca nenhum deixou de recuperar desde que esteja com atenção, participe nas aulas e faça ao menos os pequenos TPCs. Mas todo o mundo encheu de aulas suplementares de apoio os alunos com negativas, mesmo espertos mas que não fazem qq esforço. Em suma, vou ter que fazer eu um papel para cada dt com a minha informação e este paleio todo é só para te dizer que me deste uma boa ideia: escrevê-lo nessa escrita ao contrário!

O que não sei é onde os outros professores vão informar que os meninos não cumpriram medidas como passar a estar com atenção (em vez de prejudicarem os outros por me fazerem interromper constantemente alguma explicação para os mandar calar ou deixarem de estar a olhar para a janela), fazer tpcs e estudarem a papinha feita que lhes dou em fichas para ao menos para testes reverem uma simples noção,princípio ou procedimento.

Teresa, este "testamento" não é para falar do que faço, é para repetir que muitos profs cairam numa coisa que nem o 50 da ministra exige, pois dá várias sugestões, aulas de apoio é só uma delas, alimentam a preguiça e irresponsabilidade de alguns alunos já bem crecidinhos e, na verdade, andam é cheios de medo de dar negativas sem se escudarem nas ditas aulas em que alunos como os que descrevi também obviamente, não recuperam. Eu "escudo-me" doutra maneira: os testes levam observações bem claras para os paizinhos assinarem, as medidas de recuperação na aula etão todas nos sumários e... sobretudo a auto e hetero-avaliação têm responsabilizado os alunos, têm modificado as atitudes, já poucos têm testes negativos por falta de atenção e empenhamento - falei num post noutro tipo de dificuldades difíceis de compreender, mas essas já foram ontem e hoje faladas com cada um e ficaram contentes com o que combinámos para as duas primeiras aulas do 3º Período - ou seja, nenhum aluno se queixa de não ter aulas suplemenrares e nenhum paizinho vai atrever-se a queixar-se.
(Já tínhamos falado no assunto, em que ratoeira de medo andam a cair professores e porquê?)(E desculpa, abusei do teu espaço para uma questão que devia era pôr no meu, mas já pus há uns tempos.

Sara S. disse...

stjB (:

.asserp moc somatse e
,sartuo moc sadicerap oãs euqrop ós
etnematcerrocni rel sa ed oãçnatnet
an riac oãn a uo sarvalap ratlas
oãn a ,otxet oa oãçneta siam ramot
a son-aduja ,arutiel ed oicicreexe
mob mu è èta euq oierC .levissopmi
è ossi euq oiràrtnoc oa siam ,ierodA

3za disse...

Bem! Uma pessoa anda feita formiguinha a formigar por aí... e quando regressa ao aconchego da teia sente sempre o calor de muita companhia!
Obrigada a todos pela visita e pelos mimos de diferentes cores e feitios! E, IC, toda a razão! Ainda hoje reflectimos sobre isto (eu e uns colegas). Estamos a enredar-nos e destas teias não precisamos. Tal como tu, acho que os planos de Recuperação podem ser simples advertências para o óbvio e tenho um na minha DT que apenas pede ajuda à família e ao próprio aluno que mude atitudes e comportamentos. Não há cá nem apoios nem sala de estudo nem nada de mais... O certo é que lancei hoje as notas, ouvi professores e o fofo em causa melhorou imenso! Problema superado. Porque estava nas mãos dele e ele aceitou o desafio fazendo o que era necessário. Tão simples assim. Estamos a abusar dos apoios, das salas de estudo... há alternativas. E é preciso criar um espaço para avaliar o que se fez... mais papel, é verdade... mas em algum lado temos de dizer se correu bem e o que falhou...
Medo, medo, medo... Eu faço como tu. A avaliação (testes e outra)tem de ser muito formativa, sobretudo na mensagem que transporta consigo para o aluno e para casa, e no trabalho que se lhe segue de correcção e identificação dos problemas. Assim se cresce,Dificilmente proponho alunos para apoio, tento encontrar outras soluções antes disso. Mas isto está estranho e algo caótico... provavelmente só escrevendo ao contrário a coisa se endireita. Quem sabe?

3za disse...

Sara... bateste-me aos pontos... Demorei a decifrar mas acho que o que dizes é a mais pura das verdades! Continuas com esse olhar de lince! (E eu na minha imaginação vejo-te tão pequenina... sempre a minha Sarinha com 10 anos... como cresceste Mulher!!!! Já passaram outros dez...)