domingo, março 19, 2006

Dia dos Pais

.

A Avó Mila e o meu Pai

.
No dia da Mãe
parabéns ao Pai.
No dia do Pai
parabéns à Mãe.
Porque um sem o outro
nunca poderiam ser
por todos lembrados.

(Estes dias não deviam
ficar longe um do outro
sempre que são celebrados.)
.
Parabéns ao meu Pai (e à minha Mãe que o escolheu, entre outras coisas muito boas, para me fazer a mim e aos manos... e à Mãe dele que o fez assim com o Pai dele... e assim sucessivamente...).
Celebro o melhor de tudo: nunca quiseram que a escola vos substituísse no dever de nos amar, de nos ajudar a crescer, de cuidar de nós, de nos acompanhar.
Isso fez e faz toda a diferença!
.

1967

4 comentários:

elisabete disse...

Enterneço-me com o teu textinho. E adoro e era tão bom poder passar a tua mensagem final a todos os pais deste país. Amar, "apenas", amar os filhos que fizeram e continuam a fazer, quantas vezes "por fazer" e, afinal, tão sem amor. Amar a cada momento, todos os dias, para sempre, aconteça o que acontecer, porque amar um filho não tem horário nem calendário e um filho é e será sempre um filho e os pais serão sempre pais.

Miguel Pinto disse...

:)

Teresa Lopes disse...

Devo confessar-te: foste tu que me deste a coragem para abrir as portas do meu bloguesito a fotos e textos mais intimistas. E depois talvez este pequeno círculo que alguns de nós criaram neste espaço tão imenso que é a net.
Continuemos, pois!

3za disse...

Sabe bem...
E o que sabe bem eu deixo fluir...
Também somos feitos destes doces. É através deles que nos tornamos mais reais...