domingo, janeiro 18, 2009

Quase sinto...

... o sabor que não tem
este

www.vladstudio.com

Descobri este poema antigo perdido na teia, escrito por causa disto... e que, por alguma razão estranha, não ficou a morar no Sabor de Palavra (logo ele...). Agora mora exactamente onde deve estar... (Aqui entre nós... com os muitos testes para ver e a tarde que me espera, continuação da manhã, só mesmo, na ausência de uma tarte, trincar e roer um poema de maçã.)

2 comentários:

Marina disse...

3za, como te admiro o ritmo a que consegues escrever neste teu canto!!!
Mas sobretudo, a maneira bonita que tens de brincar com as palavras e de me fazer sorrir! =)
Adorei o poema!

Boa semana! =)

3za disse...

Obrigada Márina... a vida é uma fonte imensa de inspiração... :) Não lhe resisto... Boa semana!