quarta-feira, maio 30, 2007

Oh gente da minha terra... agora é que eu percebi!

Enviaram-me por e-mail (obrigada Elis) e eu não resisti.
É que eu não percebo nada do assunto, mas à conta do aeroporto tenho aprendido umas coisas muito importantes na televisão. Esta foi uma delas.


Aos alunos costumo dizer, sempre que os gestos desadequados e os pedidos de desculpa se tornam excessivos sem aprendizagem por cada erro feito, que "as desculpas não se pedem, evitam-se".

Aos adultos... nem sei que diga.

Não era suposto saberem?

4 comentários:

ilda disse...

Pois é Teresa eu não ouvi o Sr. falar mas contaram-me por alto aquilo que ele pensa de quem vive a sul, será que o devemos convidar pra dar uma voltinha cá por baixo ou será melhor não lhe dar-mos essa honra? Enfim estamos bem governados....
Beijinho grande :)
Ilda....desde o deserto ;)

3za disse...

... beijinho de uma companheira de deserto...

Paideia disse...

Como Exupery escreveu (e cito de cor): "a beleza do deserto reside em que, algures se esconde um poço."
E citando, de cor, Manuel da Fonseca:
Nove casas,duas ruas, ao meio das ruas, um largo, ao meio do largo, um poço de água fria."
Só quem já senti a forço do Sol atentejano sabe o verdadeiro significado e dimensão de:
ao meio do largo,
um poço de água fria

3za disse...

Toda a razão... toda a razão... belas palavras...