domingo, maio 27, 2007

A Escola, a Educação, deviam ser mais do que...

Embora muitas vezes seja mais do que isto... era bom que fosse sempre mais do que isto.
Os silêncios, os medos, as correntes são a expressão deste condicionamento de que temos dificuldade em nos libertar. A educação dev(er)ia ser (sempre) libertadora.
.
.

2 comentários:

António Baeta disse...

Descobri que temos mais coisas em comum, além da poesia e da Second Life: o ensino e, creio, a Matemática, pelo que me foi dado apreciar.
Beijo amigo.
Ibrahim

3za disse...

Pois... isto de se viver/trabalhar no universo educativo expande logo para outros lados... só assim se cresce e se pode ajudar a crescer... :)