domingo, maio 06, 2007

Mãe(s)

Ó professora, tem filhos?
(Eu ali na Biblioteca trabalhando e ele... pergunta atrás de pergunta...)
Não, não tenho.
Pois...
...se tivesse, eles ofereciam-lhe uma flor no Domingo que vem...

A vida fez/faz o seu caminho. Não oferecendo uma coisa dá mil outras e não há caminho incompleto, a não ser que se deixe, que passemos o tempo a chorar por cada porta fechada em vez de celebrar as portas que fomos abrindo.
Completei o meu caminho de muitas maneiras.
Entre opção e/ou destino, não ser fisicamente mãe não significa não ser realmente mãe.

Olho em volta e percebo que o significado de maternidade ultrapassa em muito a dimensão que lhe é atribuída.
Sou mãe, sim. Alguém duvida?

Sou mãe porque cuido, porque ajudo a crescer, porque me preocupo, porque partilho quem sou, porque oriento sem impor, porque amo, porque escrevo histórias e poemas, porque lhes canto canções de embalar, porque os abraço...

Sou mãe porque sou professora.

Porque sou mulher, também.
E há dentro de cada mulher que assim o deseje, mesmo sem filhos, uma vocação de mãe sempre presente.

E mesmo que aqui hoje, sozinha, ninguém se lembre de me oferecer uma flor... olho para trás, para o caminho feito, sabendo que nele recolhi todas as flores de que precisava.
Dedico, no dia de hoje, todas essas flores à minha Mãe. Que fez um caminho diferente.
Que decidiu ser minha (nossa) Mãe acima de todas as coisas.
E entre as Mães que o são na sua essência, não há melhores nem piores Mães.
Mães mais completas ou menos completas.
Mãe é uma forma de estar. Uma entrega a uma causa. Uma dádiva de si.
Assim aprendi com o exemplo que partilhou comigo.
E a minha Mãe sabe-me tão Mãe como ela.

Só que com outras cores.

Que seja, então, um feliz dia para nós e para todas as outras Mães...

16 comentários:

bell disse...

E muitas vezes eles, os nossos alunos, enganam-se (?) e chamam-nos mãe!

Feliz Dia de todas as Mães!

3za disse...

Acontece tanto... mas acontecia ainda mais na anterir escola onde as carências eram enormes...

magnificos06 disse...

Mãe todos os dias. Pelo carinho que damos aos nossos alunos, pelo amor que damos aos sobrinhos aos filhos dos amigos e a quem partilha a vida connosco ou faz parte do percurso de nossa vida.
Aqui vai uma flor para uma grande Mãe. http://magnificos06.wordpress.com

3za disse...

Obrigada......... já lá fui agradecer e deixar beijinhos! Vocês......... só miminhos!!!!!

imaz disse...

Teresa
Pela "MÃE" que és, e por tudo o que cuidas...recolhe uma flor para ti no nosso espaço.
Abraço
Zami

3za disse...

Já recolhi...
Afinal tantas e tão belas flores neste dia...
Comovida, sim.

Muitos beijinhos para vocês

Tit disse...

Só um beijo. Grande.

...gostei muito da entrada.

Feliz dia. Felizes dias. ;)

3za disse...

Beijinhos para ti... :)

IC disse...

Ainda cheguei a tempo (faltam 10 m para a meia noite)! :)
Um graaaaaaaaaande beijinho, 3za.

prof disse...

Que lindo texto! E pelo que tenho sentido neste cantinho, a Teresa é uma mãe a valer,tanto tem criado!... Parabéns!

3za disse...

Obrigada!
Beijinhos para as duas!

Ilda disse...

É, realmente Mãe não é só quem concebe, mãe é amar... cuidar... abraçar... partilhar... educar... brincar... e sabemos que muitas crianças só o obtêm na escola através de pessoas como a Teresa, e felizmente há mais algumas "Mães" que não baixam os braços apesar das adversidades...para que essas crianças tenham a sua oportunidade. Um beijinho e uma flor***

Cristina GS disse...

Claro que és mãe! Alguém duvida? Então e o carinho com que falas de tudo, podia lá vir de alguém que não o fosse. Beijitos

Mãe 3za disse...

:) um sorriso para vocês e beijinhos também
da "Mãe" :) :)

Luis Perez disse...

És Mãe, és! Ensinas as crianças a viajar para um dia elas voltarem a casa e saberem de cor quantos degraus lá existem.

3za disse...

Que pensamento bonito Luís... Obrigada! :)