quinta-feira, maio 03, 2007

Beleza, graciosidade... e alguma chuva.


Cheguei ontem à BE para mais uma lufada de beleza... de graciosidade...
.

Não sei como ela consegue. Mas consegue.

Os alunos cada vez mais entusiasmados, os outros admirando as vestes com as quais convivem de surpresa em surpresa na nossa Biblioteca.

Ao mesmo tempo, a chuva. A BE invadida por dezenas de alunos com os seus professores de Educação Física, porque não há onde acolher os alunos...

E são 35 as turmas... quando forem mais.

A BE transformada em sala de convívio, as regras todas dobradinhas para os ter ali sem condições, muito acima da lotação possível.
Barulho, confusão acima do que é desejável. Cansaço desta coisa pequenina de viver sempre abaixo do máximo que podíamos ser. Só porque as condições não chegam.

E tem chovido pouco...
Quando chove mais a BE torna-se inabitável e mais parece um ATL sem lei do que o espaço vivo, sim, mas com tempo para dedicar a cada um, para gerir e animar sem aflição... sem ter de gastar tempo a tomar conta...

Bom poder olhar o silêncio dos vestidos e saber que nem tudo é esta coisa sem sentido, sem rumo certo, de certos dias molhados e cinzentos...

E recordar outros alunos, num outro tempo, a dar corpo ao sonho de uma professora que insiste em mantê-lo vivo, mesmo tendo de começar tudo de novo noutra escola.
O que a seguir se vê/ouve é um pequenino excerto do destino final destas obras de arte...
E assistindo a um dos ensaios como já assisti, em que os alunos rodopiavam num exercício complexo de movimentos, vos digo: não se deixem enganar pela aparente simplicidade desta dança em particular.
Disfrutem... Um dia, quem sabe, vão ter ocasião de os ver ao vivo, porque a Noémia tem este gosto especial em fazer voar os seus sonhos a mais cantos do país do que apenas este nosso...



3 comentários:

ap disse...

Hummm!!! Que vontade tenho eu de dançar convosco!

3za disse...

... quem sabe um dia eles vão aí para as tuas bandas e... então... danças mesmo!

ap disse...

Boa ideia. Fico à espera...