sexta-feira, setembro 22, 2006

Sem horas...

Vou roer qualquer coisa e cair

num buraquinho qualquer

onde se possa dormir

descansar, enfim, isso tudo

que faz um qualquer sortudo

que trabalha à hora certa

e não ao incerto sabor

do vento que empurra as costas

sem horas do professor...


Escutar, aprender, crescer...
(Não... não levo PC... Ele está farto de mim e pediu-me que desaparecesse por umas horas
porque precisa de descansar...)
Se não vos chegar este pedacinho de queijo e estiverem com muita vontade de ler... podem sempre passear-se pela entrada de ontem no blogue da equipa do CRE...

5 comentários:

TsiWari disse...

Fina como um rato, andas tu ao escrever um poema assim...

Hindy disse...

Voltei mas estou quase de partida outra vez.
Um beijinho "hindyado"!

3za disse...

Pois... fui comer bom queijinho a Beja... e ia fiquei lá presa na doce ratoeira das Andarilhas...

MarcusAntónius disse...

Ah, já me esquecia... tomei a liberdade de adicionar o teu blog às ligações do meu!
Espero que não te importes...

3za disse...

Eu agradeço! Já lá fui e gostei muito! Desculpa ser breve mas já deves ter percebido que ando sempre em enorme correria!!!!!!