segunda-feira, julho 21, 2008

Eu não queria...

... juro que tentei resistir-lhe....
mas,
ela está a entranhar-se

A cidade que nunca dorme, acordou limpa e quase imaculada, desfazendo a pequena má impressão do final do dia ontem. (Foi bom sair para a rua perto das oito....a cidade a acordar)

Depois de cerca de 20 quilómetros caminhados a pé em dia e meio, pés meio esfolados pela distracção do uso de uns chinelos inadequados para caminhadas longas e intensas, Broadway, Soho (não gostámos de chinatow) e bem mais... experimentei o metro...
E, à noite, descoberto por acaso.... pertinho do hotel... um local curioso (foi o edifício que nos chamou a atenção)... um jantar completamente diferente... num ambiente que não é fácil descrever... Diria que soberbo. Recomendo. Para quem viaja com crianças, uma delícia para partilhar em família. Bom para celebrar aniversários "de forma personalizada"e para rir, brincar enquanto se janta meio no escuro... :)

(Foto retirada do site onde divulgam o projecto)


http://en.wikipedia.org/wiki/Jekyll_&_Hyde_Club

As fotos acumulam-se na máquina
(hei-de partilhar!
Para já, tenho mesmo é de dormir! :)

Uma das fotos mais doces do dia...


Amanhã vamos atravessar a ponte de Brooklin a pé e tirar muitas fotos bem cedinho!!!

Ao terceiro dia o feitiço terá sido lançado na sua forma inteira e NY deixará saudade.

Terça muito cedinho partiremos para Boston...

5 comentários:

Maria do Carmo Cruz disse...

Minha Querida Teresa! Estás a aproveitar. Que bom! Fico muito feliz e se, de repente, te parecer que vês, ao olhar para trás, uma velhota sorridente a seguir-te, não te preocupes: sou só eu a proteger-te os passos. Beijinhos para os dois da Avó. E vou deixar-te aqui um texto de ontem, que escrevi quando descobri que era o Dia do Amigo, no Brasil:
A todos os meus Amigos:
Quando os teus ombros vergarem de cansaço, eu tomarei o teu carrego com a minha Amizade;
Quando o sono fugir de ti e te deixar a Preocupação por Companhia, chama por mim, o teu Amigo, e eu te cantarei uma canção de Amizade até adormeceres;
Quando deixares de acreditar naquilo de que és capaz, eu, teu Amigo, estarei a teu lado para te recordar e ajudar a dar o primeiro passo;
Quando a Tristeza quiser ser a tua Companheira, eu, o teu Amigo, a afastarei de ti. E se tal não for possível, ficarei contigo para que a possamos dividir;
Quando o Sol não´for suficiente para iluminar o teu dia, eu, o teu Amigo, tudo farei para que vejas a luz;
Quando te propuseres um desafio, conta comigo, o teu Amigo, porque estarei ao teu lado incondicionalmente.
Porque, meu Amigo, é assim que eu te vejo na minha vida.

Avó Pirueta

3za disse...

Eu sinto-te... e é tão bom...
Obrigada pelo texto lindo lindo...
O nosso colo és tu.
Muitos abracinhos apertadinhos

EMD disse...

Pois é, aranhiça, NY é uma mágica teia de contrastes na qual somos apanhados, mesmo sem querer.
Também não gostei de Chinatown!
E agora vou eu de férias-férias.
8-)Enjoy!

Teresa Lopes disse...

Aproveita, amiga, e enche esses olhos!...

Beijokas

3za disse...

emd... entrei e não cheguei a estar 10 minutos... Fugimos dali. Até agora não percebi o facto de se considerar um "must go" em NY... Com tanta coisa interessante para ver... Ali ocorreu-me algo como Martim Moniz para pior (ou talvez sejam os meus olhos a precisar de outras coisas). Boas férias para ti! Teresinha... ai como eles, os meus olhos, estão cheios!!! Beijinhos para todas!