quarta-feira, fevereiro 14, 2007

Ainda o primeiro concurso para titular...

As minhas reservas são gerais e de fundo, relacionando-se com o ECD, mas os pormenores que se vão desenhando marcam negativamente um processo onde tenho dificuldade em identificar pontos positivos.
Chamo a atenção para a intervenção que pode ser lida aqui
http://msprof.blogspot.com/2007/02/isto-j-no-s-arbitrariedade-prepoptente.html

no blogue da IC e no comentário que é feito nessa entrada.

É uma questão de princípio, concordo.

Esse o meu dilema mais global: uma questão de princípio...
Por amor a uma causa que abracei há tanto e necessito de proteger a todo o custo.
O tempo será meu conselheiro...
O dia dos namorados é também um bom momento para pensar na vida...
... na vida... e nesse amor em risco.

1 comentário:

IC disse...

Teresa, como disse no meu post que referes e no comentário, a questão da penalização de qualquer tipo de faltas (maternidade, nojo, etc.) afligiu-me muito, mas não pelo peso que esse ponto venha a ter (acredito que o ME recue nisso, mas não a ponto de retirar completamente). Como dizes, é uma questão de princípio, de direitos consagrados e da própria Constituição da República - portanto, um precedente grave.
Beijinhos