quinta-feira, fevereiro 25, 2010

As palavras fizeram-se para se trocar como beijos...

Lembram-se?
Biblioteca Mil Maravilhas Venda do Pinheiro?
Continuamos as nossas trocas... :)
(Ganho sempre muito mais do que dou.)

Susana: Fiquei muito contente com todas as respostas que nos deste e já transmiti aos grupos o que os deixou muito orgulhosos (Creio que assim deste mais razões para eles aprenderem a gostar de ler). Já temos publicada mais uma história elaborada por um grupo de 1ºano, mas amanhã deve aparecer mais do 1º e do 2º! (Histórias elaboradas na sequência deste trabalho) 
A Rainha Gulosa
 Era uma vez...
Uma rainha
Que vivia num castelo.
Usava pantufas de chocolate,
Um robe de algodão doce,
Um colar de pipocas,
Um pijama de gomas.
Deitava-se numa cama de gelatina,
Com lençóis de mousse de manga.
Tinha uma almofada de molotofe.
Os seus sonhos eram sempre doces.
Era uma rainha muito gulosa.
De tantos doces comer, engordou
E os seus dentes estragou.
Ficou uma rainha feia e mal encarada que já não cabia na porta da entrada.
E pronto final, a história está acabada!

(Alunos do 1º ano - Turma A - Venda do Pinheiro)

Mimo de volta (comentário):

E eu que comecei a ler cheia de fome só a pensar em doces... o apetite a crescer, a água na boca a nascer como um rio, já toda prontinha para devorar as coisas boas da história... quando, de repente, vocês me lembraram, e muito bem, que havia um preço a pagar se eu fosse muito muito gulosa: a saúde estragava-se todinha e eu (que sou uma princesa disfarçada) ainda acabava com ar de bruxa desdentada!
Adorei a história! Quero mais mais mais!!! Já que não posso comer muitas coisas com açúcar, posso ir saboreando as vossas histórias que são bem mais docinhas que as coisas mais doces de que a história fala. :)
Beijiiiinhos mágicos (quem recolhe um destes beijinhos... fica ainda com mais vontade de ler e escrever... É uma espécie de feitiço... bom e doce!)

2 comentários:

Isabel Preto disse...

Que delícia de poema! São estes momentos, que fazem valer a pena...SER PROFESSOR.
Beijinhos doces, Teresa.

3za disse...

Beijinhos doces, Fátima.
Tens toda a razão...