domingo, setembro 02, 2007

Come away with me...

Escrever será sempre um convite?
Um convite para passear connosco? Dentro de nós?
Será sempre uma porta que abrimos para dentro? Uma porta que abrimos para fora?
O que dizem as palavras? Dirão elas apenas o que queremos que digam? Será que se descuidam, as palavras, e nos despem sem que o saibamos? Por que terei acordado hoje com tantos pontos de interrogação nelas (palavras)? Ou em mim? Será que perguntar é uma outra maneira de responder?

É Domingo. Vi o dia nascer regando o jardim ainda de madrugada.
O sol está a escrever no céu palavras que entendo bem:
come away with me.
Dá-me só um tempinho para me preparar. Espera aí.
(Vou contigo ver o mar.)

4 comentários:

Helena disse...

Acordar bem cedinho com tantas interrogações..., não será reflexo do dia de amanhã??
Bjs e bom inicio

Paideia disse...

Norah!
'Bora lá? Não? Não? É outra companhia?
Mas quem é que fala no dia de amanhã?!?
Ainda temos H--O--J--E--!
:)

3za disse...

Já fui... já voltei... e o dia de hoje... beeeem.... sejamos optimistas.... ainda não acabou: faltam 4 horas! Beijos às duas e um recomeço energético!

Cristina GS disse...

olá 3zinha, quer-me parecer que essas perguntas são caminhos, não? Boas jornadas, pois. Bjs com sol