sexta-feira, novembro 10, 2006

Jardim, ovos, lagartas e borboletas... Lagartagis

Há tempos, na teia,
http://tempodeteia.blogspot.com/2006/09/borboletas-ao-vivo-e-cores-lagartagis.html
falei do Lagartagis que abriu as portas por um dia, em Setembro, prometendo a inauguração em Novembro.
Será precisamente amanhã. Recebi um convite (sou sócia da Tagis) e farei tudo para estar lá (embora ainda sem energia e a recuperar lentamente... mas antecipei tanto este dia!).

Lisboa, 11 de Novembro, Jardim Botânico da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, Museu Nacional de História Natural, 12 h.
(Para quem esteja por perto, é passeio bonito com miúdos...). Prometo reportagem depois.

Lagartagis - a nova estufa de borboletas!!
http://tagis-pt.blog.com/1048984/
O LAGARTAGIS, com inauguração marcada para o dia 11 de Novembro, é uma estufa de criação de borboletas comuns da Península Ibérica. Este jardim de plantas mediterrânicas localizado no Jardim Botânico da Universidade de Lisboa, é habitado por mais de 10 espécies de borboletas que podem ser observadas nas diferentes fases do seu ciclo de vida: ovo, lagarta, crisálida e borboleta adulta.
Aqui, pequenos e graúdos poderão espreitar a zona do laboratório através de uma enorme montra onde se encontram lagartas e crisálidas com formas, cores e tamanhos muito diferentes.
O objectivo deste espaço é permitir que os visitantes possam aprender a valorizar o nosso
património natural, assim como dar a conhecer a biologia das borboletas e a sua interacção com as plantas.
O LAGARTAGIS é um recanto no jardim botânico óptimo para descansar, para ler, para contemplar e usufruir de um espaço privilegiado de elevada diversidade de plantas com flor e borboletas.
Esperamos ter despertado a curiosidade de todos, para que a partir do dia 13 de Novembro (segunda-feira) apareçam e partilhem connosco a alegria deste novo espaço!!

Para quem já conhece esta minha atracção por borboletas… conto a história ilustrada dos dois últimos meses no jardim…

A terceira geração foi muito numerosa e ofereceu-nos com frequência papílios voando e depositando freneticamente os seus ovos à nossa volta (este último que vimos, fêmea, claro, esvoaçava de arruda em arruda, colocando os ovos quase em cima das imensas lagartinhas que já as povoavam. Tão concentrada estava, que nos deixou fotografar as suas contorções e “depósitos” e os momentos de descanso entre posturas, em que aproveitava para beber algum néctar nas flores da plumbago.)











Depois de partir, lá fomos olhar os ovinhos deixados e fotografá-los. Não há montagens… vejam como lagartinhas e ovos convivem alegremente neste jardim que se tornou, pela escolha das espécies de plantas mais adequadas, num verdadeiro íman para borboletas…






Assim as arrudas se encheram de mais lagartinhas. Tamanhos variados partilhando o espaço, algumas desaparecendo para seguir em busca do sonho de ganhar asas um dia.






Há tempos demos com uma que resolveu sair do jardim, dar a volta à casa e vir aninhar-se numa parede perto da porta da entrada. Já é crisálida agora e vai hibernar até à Primavera. Optámos por não a recolher e deixá-la correr os naturais riscos de quem aspira a altos voos. A vida é como é.













Ontem recebi um telefonema curioso. A Adriana, da Tagis, que trabalha no Lagartagis, descobriu o blog e o meu interesse pelas borboletas. Não foi difícil perceber que eu era sócia e encontrar o meu contacto.
Porquê o contacto?
O Lagartagis vai inaugurar, como já disse, mas neste momento têm falta de lagartas de Papilio Machaon (possuem apenas borboletas e crisálidas). Perguntou se eu tinha alguma…
Pois… não tenho só alguma, tenho imensas!
Andei hoje a recolhê-las cuidadosamente para as entregar daqui a pouco. Seguirão para a exposição viva e terão boa vida, pois estarão protegidas de predadores e um futuro com asas será praticamente garantido. O espaço é amplo, portanto é como se vivessem em liberdade. Fico contente por poder oferecer-lhes uma nova casa.

.





Ora digam lá se não é uma história colorida?
(E finalmente consegui um bocadinho de tempo para a contar...)

4 comentários:

imaz disse...

Antes de mais as tuas melhoras...espero que estejas melhor para poderes aceitar esse convite. Depois parabéns mais uma vez pela tua dedicação a tantas e tantas coisas...e todas tão belas... pelas fotografias e história tão colorida que aqui deixaste.Ainda pensámos ir à exposição um dia destes, mas o nosso problema são sempre os transportes...Só temos direito a uma viagem por ano lectivo...
Bjs

3za disse...

Obrigada! Espero que encontrem uma forma de vir. Os fofinhos iriam gostar. Beijinhos

Vieira Calado disse...

Interessantíssimo, este blog. Virei cá mais vezes para ver o que via em miúdo, quando vivi no campo.
Nas cidades só há betão...
Um abraço.

3za disse...

Obrigada pela visita e pelas palavras! Faça desta teia a sua teia! :)
Também temos em comum a poesia (fui espreitar).Esta Teia estende-se para o www.sabordepalavra.blogspot.com que é onde as palavras se esculpem só pelo prazer, sem mais função.
Abraço