quinta-feira, dezembro 21, 2006

Experimentar...

Porque, ao contrário do que dizem os decretos, aquilo que deve ser consagrado e tornado obrigatório não é o "ensino experimental" das Ciências, mas sim a actividade experimental no ensino das Ciências (estão a ver a diferença? Pois... mas é a primeira que está escrita em mais do que um lado e que é repetida até à exaustão por muitos...), deixo aqui o relato de uma experiência interessante e que tem sido bastante realizada (com nuances, claro) no sistema educativo. Caso para dizer que alguém consagrou, há muito, o governo experimental da educação ou, quem sabe, actividades experimentais no governo da educação.


STONE TELLING

How do we tell if a window is open?
Just throw a stone at it.
Does it make a noise?
Is doesn´t?
Well, it was open.
Now let's try another...
CRASH!
It wasn't!


Shel Silverstein
Where the Sidewalk Ends


P.S. Aqui de volta de papéis e mais papéis o dia todo... preciso do olhar do Shel de tempos a tempos...
Percebem porquê, não percebem?

4 comentários:

Anónimo disse...

Não conhecia a experiência da pedra!!

Eles detectam um problema e pensam que com uma lei parva conseguem milagres. Quando chegarem à conclusão que os meninos sabem pouco de História vão fazer o quê? Visitas semanais obrigatórias a museus? E se chegarem à conclusão que os alunos percebem pouco de Inglês, vão decretar viagens de estudo a Inglaterra?

3za disse...

...pois.
Denominador comum: nós tentando manter o barco a flutuar. Abraço

Tozé Franco disse...

O papel da pedagogia foi ocupado pela pedagogia do papel.
Um abraço e Bom Natal.

3za disse...

Ora exactamente. Palavras sábias!É triste mas é verdade... Abraço e Boas Festas!