terça-feira, novembro 24, 2009

My day, today. (Everyday?)

Sair de manhã cedinho... encontrar uma Mãe que me disse que o seu filhote passou a estar "apaixonado" pela Matemática. (Mas a mim não me diz ele isso... depois do detesto inicial... quando me meto com ele... finge que hummmmmm não gosto muito, mas já gosto mais... Já não detesto completamente... Eu leio nos olhos dele, e nos sorrisos, o oposto, mas finjo acreditar. Dá-me luta. Dou-lhe luta. É um jogo entre nós)...
O meu carrinho velho e azul. Música alto. Setúbal.
Uma sala de aula com meninos de 2º e 3º anos. Professora especial. Delícia.
Regressar.
Daqui a pouco, aula com os meus meninos. Mais delícias...
Sair a correr às 15... correr novamente para Setúbal.
Sessão de formação das 15:30 às 18:30 com os professores de 2.º Ciclo. Cumplicidade, entusiasmo, partilha.

This is my life.
Nos fios tecidos, nas estradas percorridas, nos muitos encontros deste ano, milhões de diamantes com universos por dentro. Só queria mais tempo. Mais tempo. Chegaria mais longe. Faria mais caminho. Melhor caminho.
Ainda assim.
This is my life. My web of knowledge and joy.
Não me queixo.
Gosto da vida que vou tecendo. Das pessoas à minha volta.

E gosto do meu jardim metáfora dela.
E gosto do meu jardim-água mágica... que bebo no intervalo das viagens para poder seguir os fios do dia, com energia e optimismo até à última gota.

What else?


11 comentários:

Elisabete disse...

Liiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiidíssima a foto! Belíííííííssimos os teus dias, pelo meio das correrias, do stress, de... de... de....
Mil beijinhos, minha querida!
elis

Hugo Correia disse...

« Nada consegue ser tão insuportável para o homem como permanecer em completo repouso, sem paixões, sem afazeres, sem distracção, sem aplicação. É então que ele sente o seu nada, o seu abandono, a sua insuficiência, a sua dependência, a sua impotência, o seu vazio. Incontinente, retirará da sua alma nada mais que tédio, negrume, tristeza, desgosto, despeito, desespero.»

Pascal, Pensamentos


Tens consciência, Teresa, como podes ajudar estas pessoas com a tua alegria, o teu trabalho, a tua entrega, o teu bem-estar, o teu gosto pela vida?

''Sair de manhã cedinho... encontrar uma Mãe que me disse que o seu filhote passou a estar "apaixonado" pela Matemática.''

Tens todos os motivos para não te queixares, para te sentires feliz. E é o essencial...

Anónimo disse...

Que foto linda... Adorei, tal como adoro a magia que fazes com as palavras. E admiro imenso a entrega e o entusiasmo com que vais tecendo este novo e atarefado pedaço do teu caminho...:)
AninhaR

Aqui no JI... disse...

Quando passo por aqui à procura...encontro, sempre, as palavras feitas poesia.
A teia inspiradora.
Bj
Fátima

Carla Pimentel disse...

What else?... Uma Teia que faz “magia” com alunos e professores (e outros), uma Teia que encanta quem a lê…
(já algum tempo que não vinha a este cantinho que brilha e cada vez gosto mais de conhecer alguém “que não conheço”).

PARABÉNS pelo trabalho desenvolvido.

Bjs

3za disse...

Estão a perceber?
Vocês diamantes, árvores que me dão sombra? Que me acolhem? Que me mimam?
Elis... alma gémea. Bendito o dia daquele encontro que o destino teceu...
Hugo... Quem és tu? Já não é a primeira vez que partilhas palavras bonitas... que reforças o sentido que enche de sentido a vida... certo?
AninhaR... que me telefonaste num Domingo desafiando-me sem me conhecer sem me conhecer para uma tarefa que me faz aprender à velocidade da luz e para um grupo onde me sinto em casa... É mútuo o sentimento...
Fátima... encontramo-nos sempre... aqui e ali. É bom saber que a posia te toca...
Carla... Obrigada! A blogosfera tem sido espaço de muitos encontros bons... que depois têm passado do digital para o real... Quem sabe um dia... :)

E todos os outros que me rodeiam. Aqui e em tantos recantos...

Queixar-me? Como poderia?

milu da Serra disse...

Seja feliz, e continue a fazer alguém feliz com as suas deliciosas teias, palavras e imagens.
beijinho

3za disse...

Obrigada Milu... :)
Beijinhos

IC disse...

Sabes como acho excelente todo o trabalho que fazes para bem da Educação, por isso deixa-me dizer só que o que mais gosto neste teu post de hoje é o 1º parágrafo. É só um caso, mas geras tantos casos assim... Conseguir criar gosto pela Mat era das coisas que maior alegria me davam no ensino.
Beijinhos

Hugo Correia disse...

Só mais um que te inveja/admira a capacidade, a dinâmica, a determinação. Para ti e para todas as Teresas anónimas que o país, felizmente, tem, mas que ainda não as descobriu e valorizou como deve e merecem.

3za disse...

IC, o dia ficou ganho com aquela informação... eu suspeitava... mas o fofo é de truz...e não se descai... :)Sabe sempre bem... tão bem...
Hugo... :) :) :) Obrigada....