quarta-feira, janeiro 03, 2007

Editor de Vídeo... resposta do Pai Natal

ADENDA À ENTRADA ANTERIOR:

Comentário de HM (J.L.) ao meu pedido (...
gostava de conseguir arranjar um editor de vídeo gratuito, sem tempo limitado, para compor imagem e música...)
Bem, apesar de o Natal já ter passado, o Pai Natal ouviu as tuas preces e envia-te um segredinho: há uma coisa dessas, sim senhor. Chama-se Avid Free DV (
http://www.avid.com/freedv/ ) e é o irmão pequenino de um dos suprasumos da edição digital de vídeo, o Avid, que aparece nos créditos de muitos filmes e custa uma batelada de dinheiro. Nunca o utilizei porque tenho o Final Cut Express (o irmão mais pequeno do outro suprasumo da edição digital, o Final Cut Pro). HM-JL


Depois de ter estado inacessível ontem, hoje já é possível aceder ao dito site ( http://www.avid.com/freedv/ )... só tenho um ligeiro problema: este PC onde o trabalho o multimédia é... W 2000... e o Avid precisa do XP (mas o XP aqui tinha conflitos graves com a placa de som e o software a ela associado)... talvez no portátil (mas que de momento não tem som - avaria).
De qualquer forma já tenho o instalador e, quando puder, experimento!

Deixo hoje aqui o mui rudimentar trabalho feito ontem de corrida com o primeiro editor free mas pouco... (deixa letrinhas de presente no écran, para lembrar que só oferece limpeza de serviço se comprarmos o software). Obviamente, não tive tempo para perceber quase nada das suas potencialidades e trabalhei a correr e um pouco instintivamente (de forma extremamente limitada, portanto). Foi mesmo uma experiência muito simples para perceber o que virá a ser possível... Fiz uma primeira versão, montando sequencialmente todos os segmentos separados de vídeo (feitos com uma máquina fotográfica rudimentar - a antiga - em 2005)... onde se ouve o som captado... carros, cães e tal... Depois fiz uma outra em que consegui colocar música... mas a qualidade da imagem diminuiu (deve ser castigo do free... se abusas no uso, a coisa fica cada vez pior...).
Partilho a versão sem música porque esta transformação é sempre algo especial... mesmo com uma imagem de baixa qualidade. Imagine-se com o material adequado... e som a condizer!


(Sugere-se: baixem o som e ponham a tocar a vossa música favorita enquanto observam a lagarta a debater-se para retirar a pele e deixar surgir a crisálida construída dentro de si. É ali que se esconde o sonho de voos futuros... Uma bela metáfora para a educação, já o disse.)

http://www.youtube.com/watch?v=cqk7SeakcRk

13 comentários:

zooexotico disse...

A natureza é incrível.
O esforço que a lagarta faz (ou parece que faz)...

Muito bonito.
Pena as letrinhas a meio do video...

3za disse...

POis é... Vou conseguir melhor... É só uma modesta experi~encia com software limitado e filmes de baixa qualidade! Obrigada pela visita e votos de sucesso no vosso trabalho (bela sequência de blogues...).
(A Maria está bem, depois de se ter ressentido um pouco com o desaparecimento do João...)

Miguel Sousa disse...

obrigado pela dica, assim se calhar é mais fácil enviar videos da familia para a minha linda terra

IC disse...

Voltas a fazer-me pensar no meu Adobe Premiere, no qual tinha pegado há dias para montar um curtinho vídeo com fotos e clips de vídeo (da neta)da máquina digital em que me tinha enganado e estragado quase tudo. O programa é muito pesado, mas tem imensas funcionalidades (transições, efeitos vários, etc., etc.), será que alguém o conhece e me pode dizer se é possível converter os vídeos feitos com ele de modo a ficarem mais leves? (os tais 30-40 segundos correspondem a 40 megas!!!)

Herr Macintosh disse...

IC,

já há muitos (mas mesmo muitos) anos que não pego no Adobe Premiere mas a minha experiência nestas coisas de tentar reduzir o tamanho dos ficheiros de vídeo ensinaram-me que isso se pode conseguir utilizando o seguinte:
1- Reduzir a qualidade de som: em vez de stereo de 16 bits escolhermos mono 8 bits (se são filmes com uma máquina caseira nem sequer o som original deverá ser stereo de qualquer maneira);
2- Ainda no som reduzir de qualidade para 32,000 kHz (ou menos ainda);
3- Escolher um bom compressor: H.264 ou o Sorenson são bons compressores (dependendo do tipo de filme pode-se experimentar com o formato MPEG-4). Numa experiência que fiz no ano passado descobri que, em determinadas circunstâncias, o formato WMV era mais pesado do que o MPEG-4 ou o QuickTime;
4- Qundo se escolhe o compressor reduzir a qualidade para High ou Medium em vez de Best e diminuir o número de quadros (frames) por minuto (15 frames por minuto em vez dos 24 pode ser suficiente);
5- Reduzir o tamanho da imagem. Isto depende de onde se quer mostrar o ficheiro mas é uma boa maneira de reduzir o tamanho final.
Espero que isto ajude.

Herr Macintosh disse...

IC,

esqueci-me de uma coisa. Há dias, ao trabalhar na edição de um filme sobre o 25 de Abril para colocar no meu site, descobri que se exportasse o filme directamente do Final Cut Express este era cerca de 5 vezes maior (27,6MB contra 4,7MB) do que exportado do QuickTime Pro. Portanto, o ideal é arranjar um programa que faça uma limpeza pós-exportação. Infelizmente o meu conhecimento de software nesta área para Windows é muito reduzido (forma elegante de dizer nulo).

3za disse...

E pronto... perguntas... respostas... quando cá chego está tudo bem resolvido.
Gosto de vos ter aqui... essa é que é essa! Belas tertúlias tecnológicas! Já aprendi umas coisas...

IC disse...

Herr Macintosh
Muito obrigada [confesso que tinha alguma esperança de que me leria e daria algumas dicas :) ]Sobre a redução da qualidade do som eu sabia, embora me tenha esquecido na última experiência, mas sobre o compressor as suas indicações vão-me ser bem úteis pois nunca entendi nada da escolha do compressor.

IC disse...

P.S.:
3za, faltou o beijinho para ti. Ando a usar e abusar do teu espaço, mais do que pensas, pois ontem estive um tempo com o "ver código fonte" do teu blogue aberto por causa dos marcadores :)
(Bem, o meu menu de busca ficou preto e não é culpa tua, acho que tem a ver com o meu template, em que os códigos são diferentes, mas também já era tarde e adiei o deslindar o caso)

3za disse...

Disponham! Qual abuso? A ideia é exactamente essa! OU estás esquecida de tudo o que aprendi contigo e me levou a criar, entre outras coisas, aquele caspost e a arranjar o html para as minhas músicas? O sedutor nisto tudo é, também, a grande sala de aula comum em que a net se pode tornar. Tenho aprendido tanto com tanta gente...
Beijinhos

Herr Macintosh disse...

Ooops. Num comentário anterior falei no formato WMV quando a experiência foi feita com o AVI.

rita disse...

Olá, professora!

O filme da lagarta está simplesmente lindo!! É engraçado que fora da vida do Homem, o resto(a natureza, etc.) é fantástico!!

Js da rita

3za disse...

Obrigada Rita! beijinhos