domingo, janeiro 28, 2007

Nódoas negras...

Vi-os sair da aula na sexta com algo na mão.
Fiquei curiosa.
Mais tarde, na biblioteca, apercebi-me novamente dos objectos e não resisti.

Para que serve isso?

Tiraram dos bolsos o que faltava para completar a cena e ali mesmo, em cima da mesa, começaram a exemplificar...
.





Então, meninos, isso não era melhor ao vivo, ar na cara, a fazer exercício aos saltos? (Desmancha-prazeres, desculpem, mas tinha de vos provocar...)
Oh professora, isso não que podíamos partir qualquer coisa e magoar-nos! É muito difícil fazer estas manobras!

Pronto.
Quero acreditar que o medo vai passar para alguns. Que aqui se prepara o sonho. Se treina o entusiasmo.
Que é para isso que o brinquedo também serve.
Que um dia alguns deles experimentarão.

É que as nódoas negras de todos os tipos fazem parte do caminho.
Não há como as evitar. Eles hão-de descobrir essa verdade.

.

4 comentários:

Pi disse...

Muitos não vão chegar a descobrir, porque os pais não vão deixar. Vão estar muito atentos para que nada de "mal" aconteça à sua cria. Quando, inevitavelmente, acontecer a grande desgraça de escorregarem e esfolarem as mãos, vai ser aquela gritaria e a sensação de que tudo está perdido...A criança telefona imediatamente para casa, a mãe vem esbaforida pôr uma pinga de Betadine na odiosa ferida e, quem sabe, levá-la ao hospital... E assim educamos as nossas crianças, lá bem fechadinhas e "seguras" (pelo menos por agora!)

3za disse...

Pois...
Sinto essa fragilidade... o medo a crescer em muitos deles...

Teresa disse...

Sim na verdade é menos perigoso eles brincarem com estes do que andarem depois a tentar fazer estas manobras cairem e magoarem-se. Por tanto acho que os pais não vão ter de se preocupar tão cedo.

Teresa

Anónimo disse...

NADA!
Devem sem dúvida experimentar no real, no campo de batalha, na natureza, nas quedas e manobras de conquista da sua liberdade da sua autonomia e das suas experiências
Trabalhem a vossa Autonomia com a experiência REAL: