sexta-feira, setembro 30, 2016

poesia antes das contas...

Aconteceu naturalmente e, para já, apenas numa turma.
Depois da oferta de um poema de boas vindas na primeira aula de matemática, e do convite à sua leitura, tantos foram os que desejavam lê-lo em voz alta, que a ideia nasceu: e se requisitarem livros de poesia na biblioteca e abrirmos a aula de matemática com a leitura de um poema? Falei do pequeno livro da desmatemática de Manuel António Pina, mas primeiro os alunos descobriram os meus livros e foram esses a fonte de alguns poemas lidos nestas primeiras aulas
Ontem, finalmente, o nosso Pina apareceu pelas mãos de algumas meninas que leram vários pequenos poemas antes das contas começarem.
Foi bonito e é para continuar.




Era uma vez uma Escola e Eu
e um mar enorme para navegar.

Páginas e ondas, palavras e flores
e livros e bolas, lápis e cores
amigos antigos, outros a chegar.

Era uma vez a Escola e Eu
e um céu  imenso para voar.

As respostas aguardam
por entre as estrelas...
só é preciso
saber perguntar.

Era uma vez esta Escola e Eu
e o dia de hoje
para começar...

Sem comentários: